Universidade de Santiago cria programa de ensino à distância para cabo-verdianos na diáspora

Cidade da Praia, 12 Ago (Inforpress) – A Universidade de Santiago criou a US Virtual Diáspora, para oferecer a partir de Outubro, um programa pedagógico de ensino à distância destinado aos cabo-verdianos residentes nos Estados Unidos da América (EUA) e outras partes do mundo.

A criação da US Virtual Diáspora foi graças a uma proposta de um grupo de académicos residentes nos EUA que vem trabalhando nos últimos dois anos em sintonia com o reitor da  Universidade de Santiago, Gabriel Fernandes.

Em entrevista à Inforpress, o presidente da comissão instaladora responsável pela dinamização das ofertas formativas para a diáspora, Júlio de Carvalho, disse que a US Virtual Diáspora terá “grande impacto” na vida dos cabo-verdianos e pessoas de outras nacionalidades, residentes nos Estados Unidos, que desejam estudar, mas que são travadas por dificuldades.

“Nos Estados Unidos, existem milhares de cabo-verdianos, portugueses e brasileiros que desejam estudar, mas que por várias razões, entre as quais constrangimentos pessoais e familiares, custos, barreira linguística acabam por ficar à margem de sucessos e das oportunidades que este país (EUA) oferece”, adiantou Júlio de Carvalho que também é professor universitário  e activista comunitário nos Estados Unidos.

Esta iniciativa, lançou o professor, poderá ser um passo na melhoria das condições dos que deixaram a terra natal em busca de outras oportunidades no exterior. Por causa disso, a comissão instaladora manteve encontros com a Embaixada de Cabo Verde que apoiou esta iniciativa e também está já a desenvolver parcerias com instituições do ensino superior norte americano.

“O meu interesse é ver meu povo qualificado e a universidade de Santiago pode ser um grande parceiro nesta jornada.  Com mais qualificações, os cabo-verdianos da diáspora terão mais oportunidades. Com melhores oportunidades, facilitam a vida deles, dos familiares, dos conterrâneos e da nossa própria Nação,” acrescentou a mesma fonte.

As aulas são da modalidade virtual e os alunos terão acesso aos orientadores-professores via vários mecanismos já disponíveis. A comissão garante que por ser uma instituição acreditada ou  reconhecida em Cabo Verde, os graus académicos obtidos na Universidade de Santiago, através deste programa serão também reconhecidos nos Estados Unidos e no mundo.

Para além disso, em termos de capacitação geral, como serviços para a comunidade, sem pré-requisitos, a comissão contempla oferecer aulas de inglês presencial aos residentes nos EUA.

CD/ZS

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap