UCID elege pela primeira vez direcção regional em Santiago Sul

Cidade da Praia, 24 Jan (Inforpress) – A União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID-oposição) elegeu no último domingo, pela primeira vez em 44 anos de história, uma direcção regional do partido em Santiago Sul, que será comandada pelo jovem político Juscelino Vieira.

Esta informação foi hoje dada em conferência de imprensa pelo presidente da UCID, João Santos Luís, acrescentando que aquela força política tentou por várias vezes ter uma estrutura organizada na Praia, mas que nunca tinha e que, mesmo assim, “nunca desistiu”, até desta vez, conseguir convencer os militantes de que é necessário que o partido esteja melhor organizado em Santiago e, sobretudo, em Santiago Sul.

“Sempre dissemos que a organização é a principal chave do sucesso, se estivermos bem organizados conseguiremos responder de forma natural e bem coordenada aos desafios e inquietações da população desta região. A UCID tem a obrigação de crescer mais e servir melhor as ilhas, o País, particularmente a ilha de Santiago e especificamente Santiago Sul, com foco na cidade capital do país”, continuou.

João Santos Luís disse ainda que “os desafios são enormes”, desde já a organização do partido nos diversos bairros da Praia e da região, o que, afirmou, não se afigura tarefa fácil, mas, referiu que os militantes transmitiram a vontade e determinação em tudo fazer para que UCID esteja forte e com maior expressão nesta região e especificamente na Praia.

“Foram os militantes que nos disseram que a união faz a força e o país precisa de uma UCID forte, para equilibrar o poder político, tanto central como local, para contribuir que não haja mais desmandos de poder, abusos de poder de maiorias absolutas, para contribuir que haja uma verdadeira definição de prioridades que o país precisa, para promover um maior diálogo entre os actores políticos, para promover a definição e implementação de melhores de políticas direcionadas para servir a população, permitindo que cada cidadão tenha a oportunidade de resolver os seus problemas, através do seu esforço”, continuou.

O líder dos democratas-cristãos disse, entretanto, que o trabalho a se realizar deve ser “obrigatoriamente” um trabalho de equipa, evitando protagonismos individuais.

“Os resultados que iremos conseguir nos próximos tempos serão bem-vindos e mostrará certamente que o partido está disposto a continuar a dar as suas contribuições para se prosseguir de forma incansável na busca soluções adequadas aos problemas que o país enfrenta em todos os níveis na Justiça, no combate a criminalidade, na estabilização do sistema de Ensino, na saúde, no Desenvolvimento e Diversificação da nossa Economia, na consolidação do processo democrático, na massificação da formação profissional para os jovens, entre outros setores considerados importante no processo de desenvolvimento de cabo verde”, completou.

Ainda nas suas declarações, João Santos Luís realçou que os militantes estão cientes que o sucesso do partido depende de cada um e de todos e que, por isso, prometeram todos dedicar um pouco do seu “precioso tempo” para que haja nos próximos tempos um partido melhor na ilha de Santiago, em Santiago Sul e na Praia.

“Disseram ainda que irão trabalhar arduamente, para que o partido seja conhecido em todos os bairros da Praia, capital, na Cidade velha e em São Domingos”, concluiu.

GSF/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos