Suicídio é primeira causa de morte por causas externas em Cabo Verde – INSP

Ribeira Grande, 10 Out (Inforpress) – O suicídio é a primeira causa de morte por causas externas em Cabo Verde com um registo de cerca de 50 óbitos por ano, revelou hoje em comunicado o Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP).

Trata-se de um facto que tem causado muito sofrimento e desestruturação para as famílias que, segundo o documento emitido por ocasião do Dia Mundial da Saúde Mental, que se celebra hoje, 10 de Outubro, “muitas vezes têm dificuldades em enfrentar o problema”.

A “prevenção do suicídio” foi o lema proposto pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para a comemoração deste ano, com o objectivo de “atrair a atenção dos governos para que a questão possa ter prioridade nas agendas de saúde pública em todo o mundo”.

“Fazer com que as pessoas falem sobre um assunto que tende a ser ‘tabu’ e ajudar a comunidade a aprender sobre os factores de risco para que possam identificá-los e resolvê-los”, lê-se no comunicado, é o principal objectivo da comemoração do dia de hoje.

O INSP diz que “cada suicídio é uma tragédia que afecta famílias e comunidades e tem efeitos duradouros sobre as pessoas deixadas para trás” e aponta o suicídio como “um problema global de saúde pública que merece a atenção de todos os actores no campo da saúde mental” incluindo organizações científicas e profissionais, universidades, organizações que trabalham com a saúde mental, Comunicação Social, famílias e comunidades.

O comunicado do INSP alerta para o facto de “muitas crianças e jovens se envolverem nesse tipo de comportamento” como resultado de violência, abuso sexual, bullying e cyberbullying, razão porque considera não ser correcta a ideia de que “apenas os adultos exibem comportamentos suicidas”.

Todos os anos, a 10 de Outubro, o mundo assinala o Dia Mundial da Saúde Mental para chamar a atenção para a importância da Saúde Mental.

HF/CP

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap