São Vicente: FCF recolhe subsídios no Mindelo para incorporar ao diploma da reforma do futebol cabo-verdiano

Mindelo, 07 Nov (Inforpress) – A Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) promoveu hoje, no Mindelo, um debate para recolher subsídios que deverão ser incorporados ao diploma da reforma do futebol cabo-verdiano em todas a vertentes, assegurou o vice-presidente da instituição, Paulo Santos.

A iniciativa, segundo este dirigente desportivo avançou à Inforpress, advém do congresso realizado na cidade da Praia, no último mês de Julho, em que se debateu um “conjunto de questões importantes” para o desenvolvimento do futebol.

Pretende-se com isto, conforme a mesma fonte, desenvolver um “conjunto de nuances” que “devem ser trabalhadas para que o desporto nacional seja potenciado”.

“E São Vicente dará a sua contribuição para toda reforma que se vai fazer no quadro competitivo nacional nos vários escalões, desde o campeonato nacional, da primeira e segunda divisão e nas diversas regiões”, assegurou Paulo Santos.

A direcção técnica, ajuntou, já trabalhou um documento, que já foi apresentado na cidade da Praia e na ilha do Sal e agora em São Vicente para os agentes desportivos.

“Por isso, esperamos que os agentes desportivos possam trazer subsídios válidos para este documento que ainda não é acabado”, lançou, acrescentando que se vai incorporar as contribuições da sociedade mindelense “muito activa e reivindicativa” e que tem “muita importância” no futebol nacional cabo-verdiano.

Também receberam, conforme a mesma fonte, na semana passada, uma delegação da FIFA que está a trabalhar sobre os estatutos para esta “reorganização de tudo que é árvore jurídica e competitiva em relação ao futebol”.

O documento apresentado e debatido hoje, no Centro de Estágio do Mindelo, com os agentes desportivos, pretende, além de propor mais jogos nas competições, criação de centros de formação e de outros centros de estágios em outras regiões do país, sendo “mais importante”, di-lo Pulo Santos, a reforma nos campeonatos para “revolucionar o desporto nacional”.

O debate assentou-se ainda num outro painel “O papel da comunicação social no futebol”, que aproveitou de uma formação que decorre também no Centro de Estágio envolvendo jornalistas de diversos órgãos abordando o jornalismo desportivo

Este painel teve como moderador o comentarista Cardoso da Silva, tendo como oradores os jornalistas Eduíno Santos e Moisés Évora.

LN/AA

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap