São Salvador do Mundo: Edilidade inaugura obras de requalificação urbana e ambiental de Chão Rodrigues

Achada Igreja, 05 Nov (Inforpress) – A Câmara Municipal de São Salvador do Mundo, no interior de Santiago, inaugurou hoje as obras de requalificação urbana e ambiental da localidade Chão Rodrigues, uma reivindicação antiga dos moradores, num investimento de 16 mil contos.

O acto de inauguração dessa infra-estrutura, que contou com a presença de moradores e munícipes, foi co-presidido pelo vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, ministra das Infra-estruturas, Ordenamento do Território e Habitação, Eunice Silva, e o edil salvadorenho, Ângelo Vaz, na presença de autarcas de todo o país.

A obra, co-financiada pelo Governo, através do Fundo do Turismo e no âmbito do Programa de Reabilitação, Requalificação e Acessibilidades (PRRA) e pela Câmara Municipal de São Salvador do Mundo, que alberga todo o espaço circundante à escola local, contempla protecção de murros e calcetamento da estrada, um ‘fitness’ parque para a prática de actividade física e de lazer, bem como a construção de um caminho vicinal que liga a estrada principal – escola.

Na ocasião, o presidente da câmara considerou a infra-estrutura de “grande obra”, sustentando que a mesma foi bem-feita, e que foi pensada e articulada em parceria com o Governo.

Ângelo Vaz lembrou que a materialização desta obra que está localizada numa área de passagem e que mais de 7.000 pessoas circulam nessa via no percurso Tarrafal/Praia/Praia/Tarrafal e Assomada/Praia/Praia/Assomada e ainda Calheta de São Miguel/Praia e vice-versa só foi possível graças a parceria estratégica entre o Governo e a câmara.

Por outro lado, disse que esta obra que dá “boas-vindas” com o letreiro luminoso com o slogan “Picos na Coração” mostra que a mesma não é só para São Salvador do Mundo, mas sim para toda ilha de Santiago e de Cabo Verde.

Por sua vez, o Olavo Correia destacou a beleza da obra e deixou o compromisso do Governo em trabalhar para tornar esse município desenvolvido e saudável, onde todos vão sentir orgulho de o pertencer.

Já a moradora Lizete Alves não tem dúvidas de que todos estão satisfeitos com esta obra que segundo ela, não tem “limite de boniteza” quer das que já foram feitas no município, e quiçá na ilha de Santiago e de Cabo Verde.

No seu entender, essa obra vai trazer impactos para a localidade em diversas áreas, quer a nível económico, cultural, social, desportivo, paisagístico, lazer, saúde e, entre outros.

Entretanto, aproveitando a presenças dos governantes pediu a resolução dos problemas de água, sobretudo colocação de lombas, passeios e placas de sinais de trânsito sinalização que, segundo disse tem “tirado sono” dos moradores, tendo em conta que suas crianças atravessam a via para ir à escola.

A este propósito, o vice-primeiro-ministro fez saber que já tiraram as devidas notas e que tais problemas apontados vão ser resolvidos.

FM/CP

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap