Santo Antão: Rede miradouros dotada de mesas de interpretação para servir turismo com qualidade – promotores

Porto Novo, 06 Jul (Inforpresss) – A rede de miradouros construída na ilha de Santo Antão, pela câmara do Porto Novo, foram já dotada de mesas de interpretação em algumas línguas, para “servir o turismo rural com qualidade”, segundo a edilidade.

O vereador Valter Silva, que responde pelo pelouro ligado à promoção económica, garante que os miradouros, com as mesas de interpretação, com informações sobre a fauna, flora e aspectos naturais que caracterizam as paisagens, estão agora prontos para servir, com qualidade,  o turismo rural em Santo Antão.

Santo Antão dispõe, desde de Março, de quatro miradouros situados nos planaltos Norte e Leste, construídos pela edilidade portonovense com o financiamento do Fundo do Turismo, para “qualificar a oferta turística” na ilha.

Além dos miradouros, foram já, também, criadas rotas turísticas na ilha, uma iniciativa do projecto Raízes (Redes locais para o turismo sustentável e inclusivo em Santo Antão), que visa “colocar” Santo Antão “na rota nos grandes destinos do ecoturismo”.

No âmbito deste projecto, co-financiado pela União Europeia, em 55 mil contos, foram já criadas em Santo Antão cinco rotas turísticas, devidamente sinalizadas, para “auxiliar” os visitantes a interpretarem o território, valorizando, assim, o património natural e cultural, desta ilha.

Foram, igualmente, criados postos turísticos nos concelhos do Porto Novo e Paul.

A nível do ecoturismo, o Governo consideram que Santo Antão está “na linha de frente” e a afirmar-se como “uma boa experiência” em Cabo Verde, acreditando que essa “dinâmica”, a manter-se,   fará de esta ilha “um caso de sucesso no mundo”.

Cerca de 14 mi turistas visitam Santo Antão durante os primeiros três meses deste ano.

JM/JMV

Inforpress/Fim    

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap