• Save

Santiago Norte: Plano operacional “Verão 2019 em Segurança” já arrancou nas seis esquadras da região (c/áudio)

Assomada, 09 Jul (Inforpress) – O Comando Regional da Polícia Nacional (PN) de Santiago Norte, composto por seis esquadras, tem em curso desde esta segunda-feira a operação conjunta do plano operacional “Verão 2019 em Segurança” com 173 agentes nas ruas dia e noite.

Segundo garantiu o comissário Pedro Varela, em conferência de imprensa, hoje, em Assomada (Santa Catarina), “todas as condições já estão criadas em termos materiais e humanos para levarem avante este plano operacional, que culmina a 30 de Setembro de 2019.

Aliás, o também comandante da Esquadra Policial do Tarrafal assegurou que todos os 173 efectivos de todas as seis esquadras (Santa Catarina, São Salvador do Mundo, Tarrafal, São Miguel, Santa Cruz, São Lourenço dos Órgãos) estão “motivados e moralizados” para que possam cumprir o plano na íntegra.

No domínio da ordem pública, conforme explicou, o plano visa reforçar o patrulhamento diurno e nocturno, efectuar ronda diurna e nocturna, efectuar buscas e revistas em locais abertos ao público, com ênfase nas pessoas suspeitas, visando apreensão de substâncias psicotrópicas ou qualquer armas proibidas, ou seja, armas de fogo e branca.

Fiscalizar e autuar sobre o horário de funcionamento com variável do Código de Postura Municipal, fiscalizar e autuar nos lugares de diversão nocturna com o fito de fazer cumprir a lei de proibição de entrada e permanência de crianças nesses espaços e agir também sobre a lei da proibição sonora, seguimento sob vigilância e recolha de informações, reforçar a ronda nos locais de cultos,  e ainda reforçar o patrulhamento nas zonas turísticas de sol e praia, bem como turistas de montanha são outros dos objectivos desta operação.

Do plano consta ainda o reforço da fiscalização marítima em toda a costa da região Santiago Norte.

Já no que tange à prevenção rodoviária, o comandante informou que a polícia vai agir em conformidade com as normas do Código de Estrada em vigor, ou seja, vai-se reforçar a fiscalização em toda a região de Santiago Norte, fiscalizar as viaturas que circulam na região com vista a verificação de deficiências nos órgãos de iluminação, travagem, intervenções de operações das cores de vidros e dos para-brisas.

Ainda neste campo, a PN vai fiscalizar os veículos do Estado que circulam “fora do horário” laboral, autuar os condutores que conduzam em excesso de velocidade, superlotação, condução sob efeito de álcool ou substâncias nocivas, e ainda conduções ilegais e sem utilizar cinto de segurança e utilizando qualquer equipamento electrónico que configuram um “atentado à segurança da condução”.

“Para além da vertente repressiva, apostamos fortemente na vertente persuasiva, pedagógica e social. A nossa actuação vai no quadro da legalidade, personalidade, adequação e da justiça e da imparcialidade”, declarou o comissário.

Na ocasião, aquele responsável aproveitou para alertar à população para utilizar o número de emergência (132) caso houver qualquer eventualidade que põe em causa o perigo contra as pessoas para informar a polícia sobre algo suspeito e útil para a investigação.

Aconselhou ainda as pessoas para que tenham atenção quando dirigirem a uma caixa multibanco, como forma de evitar assaltos e ainda para que não transportarem “grandes valores em dinheiro ou ouro em lugares públicos.

De acordo com este responsável, o Comando Regional para a materialização deste plano, mobilizou cerca de 173 efectivos, incluindo oficias, sub-chefes e agentes, sendo que em termos de meios de mobilidade vão contar com 18 viaturas, oito motos, duas embarcações marítimas e bicicletas.

A mesma fonte fez saber ainda que o Comando Regional da PN de Santiago Norte vai contar com a parceria das câmaras municipais, IGAE, delegacias de Saúde, Ministério Publico, delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente, igrejas e sociedade civil na execução do referido plano.

FM/ZS

Infopress/Fim