Sal: Magistrados do Ministério Público dos PALOP e Timor-Leste partilham boas práticas em recuperação de activos

Santa Maria, Sal, 28 Nov (Inforpress) – O III encontro dos magistrados do Ministério Público dos PALOP e Timor-Leste, que decorre até sexta-feira, 29, em Santa Maria, visa partilhar boas práticas em recuperação de activos e perdas de bens provenientes da actividade criminosas.

A representante do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC), Virgínia de Abajo, disse hoje que a luta contra crimes gerais “não serve para nada”, se se não retirar o lucro, produto do crime, dos grupos criminais.

A mesma fonte considerou ainda que o encontro do Sal objectiva a partilha das “melhores práticas” e as novidades que permitam ter”um progresso na luta contra o crime no futuro”.

O fórum enquadra-se no projecto de apoio à consolidação do Estado de Direito e reúne magistrados do Ministério Público dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e de Timor-Leste.

Durante três dias vão centrar o foco na recuperação de activos e perdas de bens provenientes da actividade criminosas, bem assim criar e socializar mecanismos legais para que os criminosos não usufruam impunemente de lucros ou dividendos provenientes de actividades ilícitas.

CF/AA//AA

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap