• Save

Resultado judicial dentro do padrão do desempenho do MP mas com maior eficiência e qualidade – PGR

Cidade da Praia, 19 Jul (Inforpress) – O procurador-geral da República afirmou hoje que o resultado judicial do ano 2019 está dentro do padrão dos últimos cinco anos do desempenho do Ministério Público (MP), mas com ligeira melhoria do ponto de vista de eficiência e qualidade.

Óscar Tavares fez essa apreciação quando convidado a fazer o balanço do ano judicial que será encerado em finais deste mês, durante uma conversa com os jornalistas.

“O ano só termina a 31, mas os resultados só serão possíveis ser apresentados em Setembro. O que posso dizer é que está dentro do padrão que tem sido os últimos cinco anos do desempenho do MP e com uma melhoria do ponto de vista da eficiência e da qualidade”, disse.

Segundo Óscar Tavares, este desempenho acompanhou o desafio lançado quanto a capacidade de resposta mais eficiente em áreas que exigem outros tipos de abordagem e resultados como o caso de combate a corrupção, criminalidade económica e financeira e crimes de responsabilidade.

A instalação de serviços novos, assim como o novo departamento do MP, uma exigência de um trabalho, segundo disse, contribuiu para que a instituição tenha alcançado objectivos e resultados que a cada ano venha a ser melhor que o outro.

Apesar de ganhos, o procurador-geral da República (PGR) diz estar credito que até o final do ano o MP tenha um conjunto de desafios a vencer, nesta matéria.

Questionado se irá continuar a frente do MP, Óscar Tavares, disse ter noção do que pretende e do que são as suas responsabilidades, pois, o de poder de continuar ou não é missão de outras entidades, pelo que não cabe a ele pronunciar sobre isso.

Garantiu, no entanto, que até o último o dia em que estiver a frente do MP, o fará com sentido de responsabilidade cumprindo o que são as suas responsabilidades.

Quanto a justiça no que se refere aos crimes chamados de “colarinho branco” adiantou que dados do relatório do Ministério Público demonstram que está no patamar do que é desejável.

“Tem havido resultados para que, no presente e futuro, tenhamos resultados melhores. A transformação é um processo que passa por estruturas de serviços, recursos humanos formados, ter objectivo e metas”, indicou.

O desafio do MP, concluiu, é de vencer conjuntamente com os órgãos de policia criminal, numa luta muito mais eficaz e contundente quanto aos crimes de corrupção e de responsabilidade.

PC/CP

Inforpress/Fim