• Save

Professora universitária aponta bruma seca como fenómeno mais preocupante na poluição do ar em Cabo Verde

Cidade da Praia, 05 Jun (Inforpress) –  A professora universitária Sandra Freire apontou hoje, na Cidade da Praia, que a bruma seca como o fenómeno mais preocupante na poluição do ar em Cabo Verde.

Bruma seca é formada quando há a condensação de vapor de água, porém em associação com a poeira, fumaça e outros poluentes, o que dá um aspecto acinzentado ao ar.

“É difícil fazer uma avaliação em Cabo Verde porque nós temos poucos estudos, mas a poluição do ar, que pode ser provocada por fontes naturais, principalmente a bruma seca, provoca grandes impactos em Cabo Verde”, indicou a docente.

Sandra Freire falava à margem da palestra subordinada ao tema “Qualidade do ar e desafios do desenvolvimento sustentável”, promovida no âmbito das comemorações do Dia Mundial do Ambiente.

A nível da poluição industrial disse que ainda não é notória e que em relação ao tráfico automóvel as informações são incompletas, segundo um estudo preliminar realizado no ano passado.

No entanto, avançou que o nível de poluentes emitidos pelos automóveis e o dióxido de enxofre ainda está abaixo do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com Organização das Nações Unidas (ONU) mais de 91% das pessoas no mundo respiram ar impróprio e cerca de sete milhões de pessoas morrem todos os anos de forma prematura, devido à poluição do ar.

OM/CP

Inforpress/Fim