Praia: Ondina Ferreira afirma que falta de espaços verdes está a deixar a zona de Palmarejo asfixiante

Cidade da Praia, 10 Mai (Inforpress) – A professora e antiga ministra da Educação Ondina Ferreira criticou hoje a falta de espaços verdes em Palmarejo, Cidade da Praia, em detrimento de “estruturas de betão que estão a tornar o ar asfixiante no bairro”.

“Eu não vejo um espaço verde público, esse é que é o meu grande problema. Há aqui qualquer coisa que me soa, que me cheira a uma espécie de desprezo pelo meio ambiente e pela criação de condições favoráveis à respiração lato sensu (sentido amplo) de uma urbe, de uma zona urbanizada. Onde estava destinada a espaços verdes vão lá e implantam prédios”, afirmou Ondina Ferreira em entrevista à Inforpress.

É que a mesma fonte afirma que não vê a Câmara Municipal da Praia a criar espaços verdes nos bairros como Achada de Santo António e Palmarejo, dando como exemplo a Praça do Palmarejo que foi vendida para um projecto privado.

“Aquela praça era para ser uma praça, foi feito para ser um espaço verde. Ficou incompleta, mas esperou-se sempre que aquilo fosse transformada num espaço verde, numa praceta, num jardim. Mas não, é prédio e betão”, salientou.

Para Ondina Ferreira tem que haver um equilíbrio nas zonas habitacionais, caso contrario estar-se-á a alterar as condições climáticas de cada zona.

“Se não há espaços verdes, se não há um pulmão verde onde se respire, se não se crie essas condições estamos a agredir o meio ambiente e a alterar o microclima”, defendeu a antiga ministra da Educação para quem hoje o ar que se respira naquele bairro tem uma diferença abissal do que se respirava quando foi morar naquele bairro.

CD/CP

Inforpress/Fim