Praia: Agrupamento 3 de ASA aposta em “líderes promotores da paz” para promoção da paz na escola

Cidade da Praia, 06 Jan (Inforpress) – O Agrupamento 3 de ASA (Achada Santo António), que integra a Escola Secundária Pedro Gomes, já tem criado um grupo denominado “líderes promotores da paz”, cuja missão é promover a paz na escola, na família e na comunidade.

Esse grupo integrou hoje a comitiva do agrupamento que foi recebida hoje pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, no palácio do governo para apresentação dos cumprimentos de boas festas e de ano novo.

Segundo a directora do agrupamento, Delci Sena, o grupo que tem como fundadores dois alunos e já integra cerca de 300 membros, entre estudantes do 1º até ao 12º ano de escolaridade, está ainda na fase de socialização e angariação de parceiros.

Para já, indicou que já tem primeiro grande parceiro, que é o próprio Ministério da Educação, representado pela Delegação da Praia, que está a apoiar nesses primeiros passos.

“Os líderes promotores da paz têm como missão principal levar a mensagem, ser portadores da mensagem de paz, quer seja dentro da escola, quer seja na família que é um dos lugares onde entendemos que precisa ser feito um trabalho porque ali é a base, quer seja a esse nível quer a nível da comunidade” explicou.

Segundo adiantou , os líderes promotores da paz já realizam encontro periódicos e têm um plano de execução, devendo em breve estar publicado na página da escola um folheto com instruções daquilo que irão fazer.

“Os nossos folhetos não só estarão a ser produzidos a nível da língua portuguesa, como estarão escritos em inglês, francês e mandarim”, indicou.

A directora do agrupamento que pediu perante o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, uma atenção do Governo à questão da segurança nas escolas, adiantou, entretanto, que a Escola Secundária Pedro Gomes tem registado algumas situações, mas nada que foge ao controlo da direcção.

Para já adiantou que, para além dos promotores da paz, a direcção do agrupamento tem tomado algumas medidas para evitar situações indesejáveis.

“A nível da Escola Secundária Pedro Gomes entendo que estamos até ao momento a controlar algumas situações que nos surgem e que são coisas naturais – Digo naturais porque desde sempre existiram. Temos tomado algumas medidas de contenção no sentido de pôr já funcionar, desde início, o conselho de disciplina. Portanto, qualquer caso de disciplina é logo controlado de imediato”, explicou

Uma outra medida tem a ver com a implementação do livro de controle de visitas. Assim, explicou, qualquer pessoa que chega ao agrupamento fica registada a sua passagem, a hora que entrou e saiu, o registo do documentos e assunto que foi tratar.

“Portanto, a nível das escolas, há uma situação regular. Mas nós sabemos que o que se passa lá fora muitas vezes é associado às escolas pelo facto de os alunos estarem uniformizados. Quase sempre é referido à escola como foco. Mas muitas das vezes nós até constatamos que nem são os nossos alunos. Os alunos estão lá, presenciam, fazem festa e de automático são associados ao caso”, advogou a directora.

MJB/JMV
Inforpress/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos