• Save

Potencial económico de Santo Antão deve aliciar os privados a investirem no aeroporto – ministro

Porto Novo, 19 Jul (Inforpress) – O Governo reafirmou o propósito de estabelecer, com o sector privado, uma parceria que viabilize o aeroporto de Santo Antão, acreditando que “o potencial” desta ilha constitui um dos triunfos para “aliciar” os privados a investirem no projecto.

O ministro que tutela o sector dos transportes, José Gonçalves, informou que o executivo já decidiu como “primeira opção” no âmbito deste processo (aeroporto), o estabelecimento de uma parceria público-privada para a construção dessa infra-estrutura aeroportuária, cuja configuração estará a ser definida “ainda antes do final desta legislatura”.

José Gonçalves, que esteve, nos últimos dias de visita a Santo Antão, integrando uma delegação governamental, chefiada pelo primeiro-ministro, avançou que os trabalhos técnicos preliminares estão, há dois anos, a ser recolhidos e o Governo espera, ainda antes do término do mandato, ter “uma resposta clara” sobre a viabilidade do aeroporto.

O projecto, que poderá custar entre 18 milhões a 20 milhões de euros, consistirá, essencialmente, na construção de uma pista, com uma dimensão mínima de 2.500 metros e iluminação, segundo o governante, informando que, pelos dados já recolhidos pela equipa responsável pelos estudos, há “condições” de se construir um aeroporto que satisfaça “toda região norte” de Cabo Verde.

“Ainda antes do final deste legislatura, teremos toda a configuração em como será a implantação do aeroporto”, avançou José Gonçalves, que falava, esta quinta-feira, no Porto Novo, numa conferência sobre o desenvolvimento regional, em que a questão dos transportes aéreos para Santo Antão foi uma das preocupações discutidas.

O evento, promovido pelo Governo, foi presidido pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, que reafirmou o “compromisso forte” do executivo com Santo Antão, no que tange à construção do aeroporto.

JM/CP

Inforpress/Fim