Porto Novo: Projecto sobre mobilidade eléctrica nas pescas contempla Monte Trigo

Porto Novo, 09 Dez (Inforpress) – A aldeia piscatória do Monte Trigo, Porto Novo, em Santo Antão, vai ser uma das comunidades a beneficiar do projecto de mobilidade eléctrica no sector das pescas, que foi apresentado, quinta-feira, à edilidade porto-novense.

Uma equipa do projecto encontrou-se com o vereador do pelouro do Desenvolvimento Económico Local, Valter Silva, para apresentação do projecto de mobilidade eléctrica no sector das pescas, que consiste na utilização de motores eléctricos para botes de boca aberta.

O projecto visa a utilização de propulsão eléctrica nos botes, visando a redução da pobreza, através do uso das energias renováveis.

A tecnologia da propulsão eléctrica, com mais de 20 anos de utilização, consiste em um motor eléctrico fora de borda que é accionado por um grupo de baterias carregadas com painéis fotovoltaicos.

Conforme uma nota da edilidade porto-novense, promover a inovação e transferência tecnológica, com a implementação de motores eléctricos abastecidos através de fontes de energias renováveis com postos de carregamento solar é o principal objectivo do projecto.

Monte Trigo, que foi a primeira aldeia em Cabo Verde electrificada a 100 por cento (%) com energias renováveis, poderá ser também a “primeira comunidade azul” em Cabo Verde, “amiga do ambiente e do ecossistema”.

Monte Trigo dispõe, desde 2012, de uma unidade de produção de energia fotovoltaica solar, com potência de 39 kWp, para fornecimento de luz eléctrica à comunidade, contemplada, em 2020, com outro projecto no domínio das energias renováveis.

Trata-se de um sistema com capacidade de mais de 14 kWp instalada na casa de gelo.

JM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos