Porto Novo: Muita azáfama marca actividade agrícola no campo depois das recentes chuvas

Porto Novo, 09 Set (Inforpress) – Muita azáfama caracteriza, nesta altura,  a actividade agrícola nas diferentes zonas rurais do concelho do Porto Novo, Santo Antão, que, entre finais de Agosto e princípios de Setembro, foi bafejado por “chuvas mansas e proveitosas”.

Segundo os camponenses, “Porto Novo está bem molhado”, sobretudo, nas zonas altas do concelho, onde as pessoas estão em plena sementeira, mas, também, há muitas famílias, ou seja, aquelas que semearam o milho em pó, que já se preparam para a monda.

Na zona Norte do concelho, os camponeses manifestaram à Inforpress a sua “alegria” pelas precipitações registadas, que abrem, no seu entender, “boas perspectivas” para a agricultura de sequeiro, mas também para a pecuária.

Os homens do campo acreditam que num “ano com muito pasto”, mas, igualmente, um ano de  “alguma produção agrícola”, sobretudo de feijões, caso não surjam pragas.

“Pelo menos, temos a garantia de que haverá pasto para o gado”, avançaram à Inforpress alguns camponeses, que dizem-se “esperançados num bom ano”.

Os agricultores exortam os serviços do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) para, desde agora, tomarem as medidas com vista a impedir que as pragas, designadamente gafanhotos, venham a afectar as culturas.

Porto Novo, um dos concelhos mais áridos do arquipélago, onde as precipitações são, normalmente, aleatórias, enfrentou, nos últimos anos, uma seca severa, com particular incidência nas zonas altas.

JM/CP

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap