Museu Etnográfico da Praia inaugura hoje espaço de fonoteca de tradição oral

Cidade da Praia, 27 Fev (Inforpress) – O Museu Etnográfico da Praia inaugura hoje um espaço de fonoteca de tradição oral e ainda realiza um leque de actividades enquadradas nas comemorações do Dia Internacional da Língua Materna, assinalada no passado dia 21.

A coordenadora do Museu, Aleida Aguiar, explicou que no âmbito do processo de reorganização do museu, que teve lugar entre Novembro e Dezembro de 2019, criaram uma categoria nova no museu que são contos tradicionais e tradições orais.

“São todos os contos, formas de saber fazer, como, por exemplo, a medicina tradicional, ou seja, tudo que é passado de geração a geração de forma oral vamos expor no museu numa categoria específica e contos para crianças e, não só, e adultos terem acesso aos contos de autores cabo-verdianos”, disse, ajuntado que a maioria desses contos estão escritos em português e em crioulo.

Esse espaço, avançou, é uma oportunidade para as pessoas saberem mais sobre a tradição oral e ainda é uma forma de preservar e salvaguardar as tradições orais de Cabo Verde.

É nesse âmbito e para assinalar o Dia Internacional da Língua Materna é que convidaram a tia Dulce para contar hoje alguns contos tradicionais ao som de cola São João, batuco e tabanca na rua do Museu.

Mas antes disso, as batucadeiras “Nós Herança”, que estão a comemorar os 30 anos de existência, vão fazer a abertura do evento com uma roda de batuco.

Ainda, informou, vão ter momento de estórias na voz de um portador de memória e guardião de contos tradicionais, Abel.

A ideia de organizar essas actividades na rua do museu, segundo Aleida Aguiar, é uma forma de chamar a atenção do público nacional, uma vez que, são mais os turistas que visitam o museu.

“Normalmente, os nacionais quase não visitam o museu, mas quando realizamos esses tipos de actividade na rua temos uma presença maior dos nacionais que são atraídos pelo som, pelo movimento na rua e acabam por entrar e conhecer o Museu”, sublinhou.

De seguida, será feita a inauguração do espaço “Stória, Stória, Furtuna di Seú Amén” (estórias, estórias, fortuna de céu Amém) e inauguração do espaço fonoteca/tradição oral, recolha e tratamento de dados e arquivos do acervo das tradições orais.

Nesse espaço, frisou, as pessoas poderão ter oportunidade de fazer investigação e através de Tablet podem ter acesso aos áudios dos contos.

AM/MF/ZS

Inforpress/Fim

Scroll to Top