Ministro da Energia participa na II reunião dos ministros da CEDEAO responsáveis pelo hidrocarboneto

Cidade da Praia, 06 Fev (Inforpress) – O ministro da Indústria Comércio e Energia, Alexandre Monteiro, participa hoje e sexta-feira em Ouagadougou, Burkina Faso, na II Reunião conjunta dos ministros responsáveis pelos hidrocarbonetos e os responsáveis pelo Meio Ambiente dos países da África Ocidental.

O encontro tem como principal objectivo aprovar as orientações estratégicas para harmonização das especificações dos produtos petrolíferos e limites de emissão dos veículos na região da CEDEAO, tendo como preocupação a melhoria da qualidade do ar e preservação da saúde pública e também promover o desenvolvimento de um mercado energético intra-regional.

Segundo informações publicadas no ‘site’ da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), durante esse encontro os participantes vão examinar os resultados do estudo sobre a harmonização das especificações de combustível e dos limites de emissão de veículos na região da Comunidade.

“A demanda de combustível na região cresce rapidamente há vários anos e atingiu quase 28 milhões de toneladas em 2018. Apesar da existência de oito refinarias na região com capacidade total maior que a demanda actual, a região utiliza uma importação maciça de combustíveis, que responde por quase 75% do volume total consumido”, refere o estudo citado no ‘site’.

Esta situação, acrescenta a mesma fonte, expõe a região a choques exógenos do mercado internacional e não garante a segurança energética na África Ocidental.

Além disso, o estudo aponta que o combustível usado na região ainda contém níveis excessivamente altos de enxofre em comparação com os padrões internacionalmente aceites em todo o mundo.

“A combustão desse combustível causa emissões poluentes que são prejudiciais à saúde das populações e acelera a degradação do meio ambiente”, acrescenta o documento.

O estudo foi realizado em conjunto pelo Departamento de Energia e Minas da CEDEAO e pelo Departamento de Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Comissão da CEDEAO, com o apoio de parceiros técnicos incluindo a Associação de Refinadores Africanos (ARA), a Organização Africana de Produtores de Petróleo (APPO) e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

Nesta sexta-feira os ministros responsáveis pelo Hidrocarbonetos e Meio Ambiente vão reunir separadamente para considerar vários outros documentos específicos de política e estratégia desenvolvidos pela CEDEAO nos sectores de hidrocarbonetos e meio ambiente.

No que diz respeito aos hidrocarbonetos, a II reunião dos Ministros encarregados deste sector permitirá analisar os resultados do estudo com vistas ao desenvolvimento da estratégia regional da CEDEAO para a popularização do Gás de Petróleo Liquefeito (GPL) como energia de cozinha doméstica.

Já os ministros responsáveis pelo meio Ambiente terão em cima da mesa o projecto de Plano de Acção Ambiental da CEDEAO para 2019-2025 e o projecto para o estabelecimento do mecanismo de coordenação regional para a gestão de produtos químicos e resíduos perigosos.

MJB/CP

Inforpress/fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap