Ministério Público vai apurar circunstâncias da morte de três crianças no incêndio em São Vicente

Mindelo, 07 Jan (Inforpress) – O Ministério Público determinou a abertura de instrução para apurar as circunstâncias da morte das três crianças no incêndio numa casa de lata na madrugada de 01 de Janeiro, na zona de Pedra Rolada, em São Vicente.

Em comunicado, o Ministério Público refere que determinou a abertura da instrução na sequência da notícia veiculada nos órgãos de comunicação social, dando conta de um incêndio ocorrido no bairro de Pedra Rolada, na ilha de São Vicente, na madrugada do dia 01 de Janeiro de 2020, causando a morte de três crianças e o ferimento de mais duas crianças e dois adultos.

“Em causa estão factos susceptíveis de, por ora, integrarem a prática dos crimes de homicídios negligentes e de ofensas à integridade física por negligência, previstos e punidos pela legislação penal nacional”, lê-se no documento publicado no “site” da instituição.

Na instrução dos autos, conforme a mesma fonte, que se encontra em segredo de justiça, o Ministério Público conta com a coadjuvação da Polícia Judiciária, tendo já ocorrido a respectiva delegação de competência para a realização de diligências de investigação.

Do incêndio, que terá sido provocado por explosão de uma garrafa de gás, três primos, 03, 04 e 05 anos morreram carbonizados e foram sepultados logo na manhã de quinta-feira, 01, no cemitério de São Vicente.

Do acidente ainda resultaram quatro feridos, entre estes dois adultos, uma adolescente, que ainda estão hospitalizados e um bebé de cinco meses, que já teve alta e “passa bem”, conforme informações da vizinha Eneida da Penha, que fez parte ainda da organização de uma marcha, realizada no domingo, em homenagem às crianças e que juntou centenas de pessoas.

LN/CP

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap