• Save

Maio: Ilha pode vir a ter “grupo de esperança vivo” para apoiar jovens com problemas de alcoolismo e outras drogas

Porto Inglês, 07 Ago (Inforpress) – A Ilha do Maio poderá vir a contar com um “grupo de esperança vivo” que terá como missão apoiaros  jovens com problemas de alcoolismo e outras drogas,  com o objectivo de os apoiar no ingresso na Fazenda Esperança, na Praia, com vista a uma posterior reintegração.

A informação foi avançada hoje à Inforpress, pelo padre brasileiro Ronaldo Bernardo, responsável da Fazenda Esperança, salientando que o grupo pretende apoiar os jovens que estão mergulhados no mundo dos vícios do álcool e outras drogas e que desejam se recuperar.

Será, por outro lado, um ponto de apoio aos dois jovens maienses que já se encontram neste centro a recuperar do vício, prevendo-se que o apoio se prolongue mesmo quando regressarem para junto das suas famílias”.

“De facto, existe esta possibilidade, desde a primeira vez que eu vim ao Maio, no ano passado, a convite do padre Elias Borges, em que surgiram estes casos de jovens com problemas de álcool e drogas. E desde daquela altura pensamos na criação deste grupo, inclusive já se encontram connosco na fazenda na ilha de Santiago, dois jovens daqui, da ilha do Maio”, frisou.

Para o padre Ronaldo Bernardo, não é fácil para uma pessoa passar um ano na Fazenda Esperança a recuperar e depois voltar para o seu local e encontrar o apoio merecido da sociedade, porque muitas vezes é estigmatizada.

“Por isso, faz todo o sentido que um grupo de apoio que  lhe dê mais firmeza, para que se mantenha em sobriedade”, notou.

No entanto, aquele responsável pela Fazenda Esperança afiançou que as pessoas que desejarem fazer parte do “grupo de esperança vivo” devem manifestar as suas intenções, de modo a poderem receber uma formação.

A acção de formão, prevista para este mês, de acordo com a mesma fonte, vai ser ministrada por uma equipa de especialistas que virão do Brasil.

Aquele sacerdote informou que existe muita procura dos jovens interessados na ajuda da Fazenda, mas que neste momento praticamente já não existem vagas. No entanto, aconselha aos interessados a entrarem em contacto com os responsáveis para, eventualmente, ficarem na lista de espera.

“Inclusive, neste momento, também já temos muita procura por parte das mulheres, de várias partes. Infelizmente, ainda não temos um centro feminino em Cabo Verde, mas estamos a analisar esta possibilidade, de modo que, caso houver apoio da família, nós podemos encaminha-las para o Brasil, onde temos muitos centros, inclusive o mais próximo fica em Fortaleza”, salientou.

Fazenda da Esperança é um centro de recuperação de pessoas dependentes químicos e nasceu há cerca de trinta e cinco anos no Brasil.

WN/JMV

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap