Maio: Dia de Santa Cruz celebrado com missa apenas para um grupo restrito de pessoas

Porto Inglês, 03 Mai (Inforpress) – O dia de Santa Cruz foi assinalado hoje, na ilha do Maio, sem o brilho de outrora, resumido apenas a uma missa restrita no Salão Paroquial seguida de uma reza de ladainha na cruz.

Em conversa com a Inforpress, o nomeado rei da festa deste ano, Luís Freire, assegurou que a circunstância pela qual atravessa o país e o mundo não permitiu que a celebração fosse igual aos anos anteriores.

De todo modo, sublinhou que seria melhor parar as actividades comemorativas deste ano, do que não poder continuar a tradição nos anos vindouros.

Conforme explicou Luís Freire, foi celebrada a missa pelas 10:00, e depois rumaram para a cruz situada na salina de Porto Inglês, onde se rezava as ladainhas, para de seguida os reis da festa passarem o reinado para outras pessoas, o que segundo avançou “infelizmente não foi possível”.

“Tomei o ramo desta festa para festejar com o meu povo, infelizmente este ano não foi possível, pelo que no próximo espero fazê-lo da melhor forma e passar a outra pessoa”, lamentou.

Luís Freire sublinhou que este ano ficar na história por ser aquela em que a ilha não celebrou a sua festa maior, pelo que aproveitou ocasião para exortar as pessoas que entendam a situação e que continuem sempre a respeitarem as leis, de modo a que no próximo ano estejam todos juntos para poderem festejar da melhor forma esta festa.

“Não conseguimos festejar este ano e isso não significa que a festa vai acabar. Espero que todos entendam e apelo a todos os festivaleiros de Santa Cruz que continuem sempre com aquela força e a nos ajudar celebra-la como manda a tradição”, conclui.

WN/CP

Inforpress/Fim

Scroll to Top