• Save

Maio: Câmara Municipal realiza oficina de projectos de formação, inovação e empreendedorismo jovem

Porto Inglês, 05 Ago (Inforpress) – A Câmara Municipal do Maio promove, de hoje até sexta feira, uma oficina de projectos de formação, inovação e empreendedorismo jovem, destinada aos estudantes maienses que já concluíram o 12º ano de escolaridade.

À Inforpress, o vereador responsável pela área da Juventude, Queita Santos, explicou que esta iniciativa visa informar os jovens sobre as ofertas formativas na vertente profissionalizante existentes no país, assim como a forma de candidatura e acesso à bolsas de estudos para este nível de ensino.

Durante esta oficina, a edilidade conta com a participação de instituições como IEFP, CERMI, NOSI, Pró-Empresa, assim como do Fundo de Promoção de Emprego e Formação e da Arquitel e Fornofer, instituições que vão apresentar os seus projectos, por forma a informar os jovens sobre as oportunidades existentes para ingressarem na formação profissional.

“Se queremos diminuir a saída dos nossos jovens para as outras ilhas ou até para o exterior à procura de formação temos que trabalhar na vertente formação profissional, o que vai também contribuir para a diminuição do desemprego jovem”, sublinhou.

Queita Santos mostrou-se esperançoso, de que no fim desta oficina vão sair projectos e ideias de negócios com viabilidade e que vão merecer apoio para o seu desenvolvimento.

“Através do projecto “Turismo solidário e comunitário”, financiado pela União Europeia, temos uma verba no valor de cinco mil euros para financiarmos quatro melhores projectos que forem apresentados aqui e vão ser desenvolvidos posteriormente em Outubro”, informou.

A oficina vai contar ainda com a presença da ARME, que vai apresentar o projecto Maio Digital, a primeira experiência no país, assim como do NOSI, que vai apresentar as oportunidades que vão surgir na ilha com introdução desta nova tecnologia, que vai possibilitar a abertura de mercado de prestação de serviço on-line.

Por seu lado, o formador do Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial (CERMI), Nilton Lopes, disse que os jovens maienses devem apostar na formação profissional, uma via que, na sua opinião, tem um mercado com potencial ainda por explorar na ilha, nos diversos sectores, tendo em conta os investimentos privados existentes, mas, acima de tudo, pela projecção turística que a ilha almeja nos próximos anos.

Alguns jovens participantes na formação abordados pela Inforpress demonstraram ter maior apetência para formação superior. De todo modo, afirmaram que, caso não conseguirem uma bolsa de estudos vão optar pela via de formação profissional, de modo a aproveitarem estas oportunidades.

WN/CP

Inforpress/Fim