• Save

IPC e SOCA com acordo para realizar concurso de vozes “Jovens cantam Morna – 2019”

Cidade da Praia, 09 Set (Inforpress) – O Instituto do Património Cultural (IPC) rubricou hoje um acordo de cooperação com a Sociedade Cabo-verdiana de Musica (SOCA) que visa a parceria entre as duas instituições na realização do concurso de vozes “Jovens cantam Morna – 2019”.

Na apresentação das linhas gerais que definem o acordo, o presidente do SOCA, Daniel Spínola, explicou que o projecto foi desenvolvido pela organização que preside, “prontamente abraçado” pelo IPC, que vai contribuir com um fundo monetário para o vencedor do concurso, além de outros pontos.

Conforme o responsável, o concurso vai ser lançado no dia 03 de Dezembro e apresentado publicamente com a realização de uma grade actividade, e posteriormente várias sessões de eliminatória dos participantes.

Daniel Spínola avançou ainda que a SOCA procura ainda novas parcerias para o evento, tendo em conta “o custo elevado” para a sua materialização, considerando também ser muito importante para Cabo Verde a promoção deste evento, uma vez que o estilo musical morna “não tem sido muito cantado pelos jovens”.

“Nós queremos recentrar algumas coisas, relembrar que temos grandes nomes a nível da morna”, observou, ajuntando ainda a importância no quadro da candidatura da morna a Património Cultural Imaterial da Humanidade.

O presidente do IPC, Jair Fernandes, por seu lado, explicou que se está perante a formalização de um projecto que “substancia o próprio espírito da convenção de 2003”, que rege o património imaterial, ou seja levar a sociedade civil, através de estruturas organizadas, todas as iniciativas ligadas ao património cultural

Segundo disse, o trabalho que deve ser feito a partir de agora é assegurar que o projecto tenha uma Wabrangência territorial muito forte”, mobilizar o máximo de jovens para salvaguardar esse património que é a morna.

O acordo visa sobretudo estimular e promover a música cabo-verdiana, neste caso a morna,  incentivar o aparecimento de novos talentos e, por outro lado, preservar a morna como bandeira cultural nacional.

HR/AA

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap