Governo ordena inquérito ao caso de alegado abuso sexual praticado por agentes na esquadra policial de Santa Catarina

Cidade da Praia, 10 Out (Inforpress) – O Governo, através do Ministério da Administração Interna, mandou abrir um inquérito ao caso do agentes da Polícia Nacional (PN) acusados de abusar sexualmente de uma mulher na esquadra de Assomada, Santa Catarina, ilha de Santiago.

O inquérito, de acordo com um despacho do Ministério da Administração Interna a que a Inforpress teve hoje acesso, pretende averiguar os factos constantes das denúncias e circunstâncias em que ocorreram, assim como o funcionamento da esquadra policial de Assomada, no que diz respeito ao cumprimento das normas da PN.

A acção tem ainda por objectivo apurar eventuais responsabilidades criminais decorrentes das condutas, por acção ou omissão, de quaisquer afectivos afectos à referida unidade policial que resultarem indiciados.

A equipa será presidida por um magistrado do Ministério Público, um oficial da Polícia Nacional e uma advogada.

Em causa está uma denúncia pública de agressão sexual contra agentes da Polícia Nacional que trabalham na Esquadra de Assomada, Santa Catarina.

“Depois da realização de diligências que permitiram coligir indícios considerados suficientes, o Ministério Público emitiu mandados de detenção fora de flagrante contra três elementos da Polícia Nacional”, lê-se no documento.

Os suspeitos foram presentes, sábado, 05, ao Tribunal da Comarca de Santa Catarina para o primeiro interrogatório judicial e aplicação de medidas de coacção.

Dois ficaram sob termo de identidade e residência e um em prisão preventiva.

GSF/AA

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap