Governante volta a alertar aos cabo-verdianos para “dias difíceis” em 2023

Cidade da Praia, 17 Jan (Inforpress) – O vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças regozijou-se hoje com a recuperação de Cabo Verde face à crise, mas voltou a alertar os cabo-verdianos para os “dias difíceis” que se aproximam com 2023.

Olavo Correia fez essas considerações no seu discurso de empossamento do novo director-geral do Património e da Contratação Pública, Francisco Moreira.

“Este ano vai ser difícil e muito exigente, de muitas incertezas, mas àquilo que não controlamos, não vale a pena que morramos por antecipação”, disse.

Já em Dezembro, Olavo Correia numa conferência de imprensa tinha referido ao contexto “difícil e imprevisível” que seria o ano 2023, realçando o desafiante que seria para todo o mundo, mas apelando a todos a serem confiantes, a promover a confiança e a serem cautelosos e prudentes na gestão de riscos que advêm, seja de fontes externas como também do plano interno.

Na mesma ocasião, economistas e professores alertaram para as dificuldades a que as famílias cabo-verdianas estariam expostas em 2023, tendo em conta a conjuntura marcada pelas crises e aumentos exponenciais dos preços dos bens e serviços.

PC/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos