• Save

Fundo de Emergência terá 20 milhões de dólares disponíveis para respostas em casos de catástrofes – Olavo Correia (c/áudio)

Cidade da Praia, 06 Jun (Inforpress) – O Fundo Nacional de Emergência, criado pelo Governo de Cabo Verde, para fazer face a catástrofes naturais vai ser dotado de um capital de 20 milhões de dólares que estarão disponíveis para respostas em caso de necessidade.

O anúncio foi feito hoje pelo vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, na cerimónia de assinatura de um acordo com o Banco Mundial, que pela via do empréstimo, já disponibilizou 10 milhões de dólares para a capitalização desse fundo soberano.

Olavo Correia adiantou que o Governo já está a trabalhar para a mobilização da outra parte através da reformatação do trust fund, através da qual se prevê a arrecadação de 10 milhões de euros.

“Vamos criar um fundo soberano de emergência. São mais de 20 milhões de dólares que vão ficar disponíveis, cativos para que o Estado possa utilizar caso vier a ser necessário. O Estado terá os instrumentos para recorrer ao fundo e poder intervir imediatamente”, disse.

“O que é importante aqui é que tenhamos recursos financeiros necessários para investir no sistema, para intervirmos caso vier a ser necessário sem o recurso à ajuda imediata e ao apelo internacional para socorrer Cabo Verde”, acrescentou.

Esse valor, conforme explicou, estará disponível para em primeiro lugar montar um sistema eficiente com um quadro legal adequado, mas também com uma equipa em termos de recursos humanos capacitada, bem formada e sobretudo ter os recursos financeiros disponíveis e evitar que o Governo esteja a pedir.

Em 2017/18 Cabo Verde enfrentou uma das piores secas das últimas décadas e recebeu ajuda da comunidade internacional – União Europeia, Estados Unidos, FAO, entre outros -, de cerca de 10 milhões de euros, para mitigar os seus efeitos.

MJB/ZS

Inforpress/fim