Fogo: PAICV diz que Governo do MpD falhou com a ilha e não há sinais de investimentos para concretização das grandes promessas

São Filipe, 22 Nov (Inforpress) – O governo do Movimento para Democracia (MpD), a nível local e central, falhou para com a ilha do Fogo e no orçamento do Estado para 2020 não há sinais de investimentos para concretização das grandes promessas.

O deputado Nuías Silva, porta-voz do Grupo Parlamentar do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição), que está na ilha do Fogo nas jornadas descentralizadas, disse que o executivo falhou no cumprimento das promessas como o aeroporto internacional, transformar a ilha numa das maiores potências no domínio agrícola, sobretudo frutícola, quando existem todos os constrangimentos ligados à agricultura de regadio.

“Há grandes promessas da governação e entramos para último orçamento da legislatura e as promessas estão ainda por cumprir”, disse Nuias Silva, indicando que ilha tem potencialidades na área de pecuária, que não é ou é subaproveitado, porque não há uma atenção concreta para este sector, além da questão de rede viária em que não deu sinal para a conclusão do anel rodoviário.

O deputado advogou que não valem as desculpas porque o que interessa é que há um Governo que fez compromisso com a ilha e a legislatura está prestes a terminar e não há resultado, sublinhando que no orçamento de 2020 não existe nenhum sinal de investimento na ilha.

Com a realização da jornada descentralizada para preparar o debate do orçamento de Estado para o ano económico de 2020, pretende-se constatar no terreno a situação, observando que, depois de visitar o mercado central em São Filipe, ficou-se a perceber que as vendedeiras estão preocupadas com a falta de produção na ilha.

Segundo o mesmo, são centenas de famílias que vivem da agricultura e da pecuária na ilha e as autoridades deviam parar e reflectir estrategicamente a ilha e definir os grandes pilares de desenvolvimento que passam por uma agricultura moderna e sustentável, por um grande investimento na área de pecuária e na instalação de unidades de transformação nos sectores da agricultura, pecuária e de turismo.

Na questão de turismo, disse que há oportunidades que estão a ser desperdiçadas com a requalificação de Chã das Caldeiras, que, no dizer do mesmo, poderia ser o “epicentro do turismo na ilha, mas que aquilo que era emergência ainda hoje continua emergencial quatro anos depois”.

O porta-voz do GP do PAICV apelou à sociedade para estar atenta porque agora irão começar a surgir novas e renovadas promessas, salientando que “de promessas os foguenses estão fartos” já que reivindicam mais acções, realizações e investimentos que possam potenciar as grandes oportunidades que a ilha tem de vantagens comparativas às outras ilhas, nos sectores agro-pecuário, agro-turismo, turismo rural e no sector do comércio em geral.

Hoje, os deputados do PAICV reuniram-se com o presidente da câmara de São Filipe, Jorge Nogueira, seguido de uma passagem pelo mercado, antes da deslocação para o município de Santa Catarina, onde, de entre outros, estão agendadas visita e contactos com a população de Tinteira, comerciantes e empresários na cidade de Cova Figueira, visita a escola de Achada Furna e contacto com a comunidade.

JR/JMV

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap