Fogo: Emoção e consternação na chegada dos restos mortais de Giovani Rodrigues à ilha

São Filipe, 13 Jan (Inforpress) – Num ambiente de choro, dor e desolação, várias centenas de pessoas, de São Filipe e dos Mosteiros, receberam a urna contendo o corpo do estudante dos Mosteiros Luís Giovani dos Santos Rodrigues, que chegou à ilha por volta das 16:55.

De entre as pessoas que se deslocaram ao aeródromo de São Filipe constavam as autoridades religiosas, nomeadamente os párocos dos Mosteiros e de São Filipe, o presidente da Câmara dos Mosteiros, corpo de escuteiros dos dois municípios e pessoas anónimas que queriam prestar homenagem ao estudante falecido a 31 de Dezembro, vítima de agressão ocorrida em Bragança, Portugal.

A urna foi transportada do avião para o largo do aeródromo por seis escuteiros dos Mosteiros e depois seguiu-se um cortejo de cerca de dois quilómetros, do aeródromo de São Filipe até ao largo de Cruz dos Passos, sempre pelos escuteiros, tendo a urna sido colocada no átrio da Casa Materna para uma oração.

Os membros do agrupamento musical Beatz Boys de que fazia parte marcaram presença na recepção da urna, trajando t-shirt preta com inscrição de Beatz boys nas costas e uma foto de Giovani no teclado à frente e, á semelhança das centenas de pessoas presentes no aeródromo, não puderam conter as lágrimas.

À entrada da cidade de São Filipe, dezenas de pessoas aguardavam o cortejo, prestando homenagem a Giovani, cuja morte enlutou, não só os Mosteiros, de onde era natural, como toda a ilha do Fogo.

A urna seguiu em cortejo para os Mosteiros, por volta das 18:15 minutos, e segundo o padre Egídio, a mesma passará por alguns instantes para a casa dos familiares em Fajãzinha, seguindo depois uma missa, na capela de Nossa Senhora de Fátima, padroeira da mesma localidade, para depois ser depositada no frio, no centro de saúde dos Mosteiros.

Segundo o sacerdote, a urna será levantada no final do dia de sexta-feira, 17, e transportada para a casa dos familiares em Fajãzinha, estando prevista uma vigília para o funeral que se realiza no sábado, com partida da residência dos familiares em Fajãzinha a partir das 09:00.

Antes da missa de corpo presente, que será celebrada na igreja matriz na cidade de Igreja, Mosteiros, a câmara municipal prestará homenagem ao Giovani, numa cerimónia que acontecerá no largo da Câmara Municipal dos Mosteiros e que contará com três intervenções, nomeadamente do representante do Ministério da Educação, do presidente do Instituto Politécnico de Bragança, que se desloca à ilha para participar no cortejo fúnebre, e do presidente da autarquia dos Mosteiros, Carlos Fernandinho Teixeira.

O pai de Giovani, que se deslocou a Portugal, na sequência deste incidente, chega à ilha do Fogo na próxima quarta-feira, 15 de Janeiro, segundo o presidente da Câmara dos Mosteiros.

Luís Giovani dos Santos Rodrigues, de 21 anos, morreu no passado 31 de Dezembro, vítima de agressão em Bragança, onde tinha chegado Outubro de 2019, para formação em Design de Jogos Digitais, no Instituto Politécnico de Bragança.
Luís Giovani era um dos mais promissores artistas dos Mosteiros tendo destacado na banda Beatz Boys, um grupo integrado por jovens formados pela paróquia de Nossa Senhora da Ajuda.

JR/JMV

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap