Fogo: Deputado do MpD destaca descentralização do serviço da polícia com criação de sete postos de atendimentos

São Filipe, 05 Jan (Inforpress) – O deputado do Movimento para a Democracia (MpD, poder) Filipe Santos, indicou hoje a “descentralização dos serviços da Policia Nacional (PN) como ganho”, com criação de sete postos de atendimento na região Fogo/Brava.

Depois de visitar as instalações do Comando Regional da PN, para se inteirar da situação de segurança na região, no quadro da preparação do debate parlamentar com o ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, sobre o sector da segurança, agendada para primeira sessão de Janeiro, a pedido do grupo parlamentar do PAICV, Filipe Santos disse que a criação dos postos se insere no policiamento de proximidade.

Para o parlamentar do MpD pelo círculo eleitoral do Fogo, a criação dos postos de atendimento, “equipados e informatizados”, visa descentralizar e levar os serviços para mais perto de visados e de cidadãos no geral, destacando ainda as visitas informativas aos domicílios, mediação e negociação de conflitos, recolha de novas informações e patrulhamento.

Em conferência de imprensa, Filipe Santos, além de destacar a atenção do Governo na criação de condições à instituição policial, através de disponibilização de “recursos necessários” ao combate à violência e a criminalidade, referiu que o Comando Regional da PN tem feito um “excelente trabalho” em prol da segurança e o “labor interno para a dignidade da classe”.

“A situação actual do Comando Regional comparado com a situação a que foi encontrada há seis anos é de longe melhor e com registos significativos na produtividade, de entre os quais posso destacar a diminuição de registos criminais na ordem dos 48 por cento (%)”, declarou o deputado, lembrando que para facilitar a mobilidade o Governo contemplou esta instituição, nos últimos anos, com 15 viaturas operacionais.

Igualmente referiu o trabalho de modernização do edifício, quer em termos físicos, quer em mobiliários, assegurando um “melhor ambiente” de trabalho, sublinhando ainda a disponibilização de duas embarcações novas de patrulhamento das costas e que têm contribuído para combate à criminalidade na caça das tartarugas e no salvamento de algumas embarcações à deriva.

O deputado do MpD referiu-se ainda aos equipamentos que a corporação policial tem recebido do Governo, observando que o Comando Regional foi contemplado com mais 15 efectivos.

JR/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos