Dia Internacional dos Museus: Porto-novenses defendem conclusão do museu das romarias esperada há seis anos

Porto Novo, 18 Mai  (Inforpress) – Os porto-novenses almejam a conclusão das obras do museu nacional das romarias, na cidade do Porto Novo, em Santo Antão, cujos trabalhos estão suspensas desde 2014, devido à falta de financiamento.

O Ministério da Cultura e Indústrias Criativas já garantiu o financiamento, na ordem dos 12 mil contos, para a conclusão do museu, prevista, inicialmente, para Junho deste ano. Entretanto, as obras continuam suspensas.

Os porto-novenses, abordados pela Inforpress, por ocasião do Dia Mundial dos Museus, almejam a conclusão deste espaço, projecto que se enquadra no âmbito do plano de salvaguarda das festas de romarias de São João, elaborado na sequência da elevação, em 2017, destas festividades à categoria de património cultural imaterial nacional.

Para os munícipes, o museu trata-se de um projecto que vai contribuir para a preservação e valorização das festas de romarias em Cabo Verde, a começar pelo São João, uma das maiores manifestações populares que se realizam no País.

O projecto do museu nacional das romarias está a cargo do Instituto do Património Cultural (IPC) e da edilidade porto-novense, que acredita na conclusão deste espaço museológico, que funcionará nas instalações da antiga fábrica de pozolanas, construídas em 1944.

Além do museu, o IPC está a trabalhar, também, com a câmara do Porto Novo na sinalização da rota das festas de São João e na reabilitação das capelas em Ribeira das Patas e na cidade do Porto Novo, que recebem o nome do santo padroeiro.

Saliente-se que as festas de São João 2020 foram canceladas pela câmara municipal do Porto Novo.

JM/CP

Inforpress/Fim

Scroll to Top