COVID-19: Totalidade das amostras positivas do mês de Maio pertencem à variante Ómicron – INSP

Cidade da Praia, 23 Jun (Inforpress) – A totalidade dos resultados da sequenciação genómica das amostras positivas da covid-19 referente ao mês de Maio pertencem à  variante Ómicron, informou hoje o  Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP) em comunicado de imprensa.

O mesmo documento acrescenta que a variante inclui várias sub-linhagens, nomeadamente a sub-linhagem BA.5 que é a que mais circula na Europa, sobretudo em Portugal.

“Esta é a primeira vez que esta sub-linhagem é detectada no país, estando a circular nas ilhas do Sal, São Vicente e Santiago”, aponta.

Das amostras analisadas, precisa a mesma fonte, 43 por cento (%) são da sub-linhagem BA.2; 35% diz respeito a sub-linhagem BA.5; 9% da BA.2.35; 7% da BA.4; 4% da BA.2.9; e 1% da BA.2.12. 1.

O INSP esclarece que a BA.5 tem mutações adicionais com impacto na entrada do vírus nas células humanas e ou na sua capacidade de evadir a resposta imunitária sendo mais transmissível do que a sub-linhagem BA.2.

Por isso, reforça o apelo para que a população faça a vacinação da segunda dose da vacina contra a covid- 19, bem como a dose de reforço.

Cabo Verde registou esta quarta-feira, 22, mais um óbito, ocorrido na Cidade da Praia, num dia em que foram registados 303 casos positivos da covid-19.

O país passa a contabilizar 1.065 casos activos, 57.074 casos recuperados, 403 óbitos, 43 por outras causas e nove transferidos, perfazendo um total de 58,770 casos positivos acumulados.

No sentido de mitigar as consequências da pandemia de covid-19 em Cabo Verde, o Ministério da Saúde apela às pessoas a aderirem à campanha de vacinação contra a covid-19 que está a decorrer em todo o país, para que todos possam estar mais protegidos o mais rápido possível.

As autoridades sanitárias reforçam ainda que é recomendável o uso de máscaras faciais principalmente em qualquer espaço interior ou fechado, apesar de ser obrigatório apenas em estabelecimentos e infra-estruturas de saúde públicas e privadas, centros de dia e lares de idosos públicos ou privados, estabelecimentos prisionais e transportes colectivos de passageiros terrestres, aéreos e marítimos.

A higienização das mãos para evitar a propagação da covid-19 continua a ser igualmente importante.

A covid-19 é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e actualmente com variantes identificadas em vários países.

OM/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos