Covid-19/São Salvador do Mundo: Autarquia conclui entrega de cestas básicas beneficiando 1100 agregados familiares

Achada Igreja, 23 Mai (Inforpress) – A Câmara Municipal de São Salvador do Mundo já concluiu a terceira e última ronda de distribuição de cestas básicas às famílias carenciadas deste município do interior de Santiago, no âmbito do combate ao impacto do novo coronavírus.

A informação foi avançada hoje à Inforpress pelo presidente da câmara, Ângelo Vaz, enaltecendo o “esforço conjunto” da edilidade, Governo, empresas, pessoas singulares e anónimas, em ajudar as pessoas que sofreram com estes três anos de seca severa e com os efeitos dessa pandemia.

Conforme informou, nesta terceira e última ronda conseguiram ultrapassar a barreira das 1.100 famílias, atingindo um total de 4.800 pessoas.

“Portanto, mais de metade da população de São Salvador do Mundo sentiu e recebeu a nossa solidariedade neste momento difícil”, aclarou o autarca.

“Tivemos como base para a selecção dos beneficiários o Cadastro Social Único (CSU) que contemplava somente 555 famílias, mas com esse esforço duplicamos os apoios, ultrapassando as 1100 famílias. Chegamos, de facto aquelas pessoas que são pobres no município”, esclareceu, lembrando que de acordo com os dados do último Censo que o município tinha 49 por cento (%) de pobres.

Na ocasião, além de agradeceu os parceiros, o chefe do executivo municipal rendeu uma homenagem aos voluntários que ajudaram na montagem e distribuição de cestas básicas às famílias carenciadas das 18 localidades.

“A campanha foi um sucesso, e creio que somos o primeiro município a concluir em tempo recorde este programa de assistência alimentar em favor das famílias carenciadas”, congratulou-se o autarca salvadorenho.

Relativamente aos programas sociais do Governo, designadamente Rendimento Social de Inclusão (RSI), Rendimento Social de Inclusão Social Emergencial, assegurou que mais de 70 % dos beneficiários já receberam o montante, e que as pessoas que ainda não receberam se devem ao facto de não terem uma conta bancária.

FM/AA

Inforpress/Fim

Scroll to Top