Covid-19: NBA negoceia com Disney para retomar competição na Flórida em Julho

Lisboa, 23 Mai (Inforpress) – A liga norte-americana de basquetebol (NBA) está a negociar com a Walt Disney para retomar a competição de forma concentrada na Florida em finais de Julho, depois de a prova ter sido interrompida devido à covid-19.

Os jogos poderiam ser realizados no ESPN Wide World of Sports Complex, uma estrutura localizada no Walt Disney World Resort, em Bay Lake, próximo de Orlando, na Florida, uma infra-estrutura que inclui nove campos e que acolhe vários eventos desportivos amadores e profissionais durante o ano.

Esta estrutura pode albergar vários jogos em simultâneo, pelo que o espaço não constituirá um problema, mesmo que a liga norte-americana de futebol, que também está em negociações para retomar sua temporada na Disney, esteja a decorrer ao mesmo tempo da NBA, visto que o complexo tem aproximadamente 40 quilómetros quadrados e 24 mil quartos de hotel que pertencem e são operados pela Disney.

O porta-voz da NBA, Mike Bass, revelou que as negociações com a Disney ainda estão numa fase exploratória, mas mostra-se optimista.

“A nossa prioridade continua a ser a saúde e a segurança de todos os envolvidos, e estamos a trabalhar com especialistas em saúde pública e com funcionários do Governo para definir as directrizes e garantir que os protocolos sanitários e de segurança serão cumpridos a rigor”, disse.

A NBA suspendeu sua temporada a 11 de Março e foi a primeira das principais ligas profissionais dos Estados Unidos a fazê-lo depois de se tornar público que o basquetebolista Rudy Gobert, do Utah Jazz, testou positivo para a covid-19.

Entretanto, a lista de jogadores da NBA com testes positivos da covid-19 subiu para uma dezena, mas os nomes dos atletas infectados não foram divulgados, embora o comissário Adam Silver tenha afirmado no mês passado que o número real de infectados era mais alto do que os dez casos que foram reportados.

A NBA tem vindo a trabalhar há várias semanas em inúmeros cenários de retorno da competição, tendo como denominador comum a criação de condições para testar sucessivamente os atletas à covid-19, e as equipas estão autorizadas desde o passado dia 08 de maio a regressar aos treinos nas respectivas instalações, ainda que não seja, para já, permitida a presença de mais de quatro jogadores a treinar em simultâneo.

Inforpress/Lusa

Fim

Scroll to Top