Covid-19: Federação espanhola de atletismo pede adiamento de Tóquio2020

Madrid, 22 Mar (Inforpress) – A Real Federação Espanhola de Atletismo (RFEA) pediu no sábado o adiamento dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, por considerar que “não existem condições mínimas adequadas de preparação para o grande evento”, devido à pandemia de covid-19.

Esta tomada de posição vai de encontro aos pedidos já conhecidos por parte dos comités olímpicos de Noruega, Brasil, Espanha e Estados Unidos, e do paralímpico norte-americano, bem como das federações norte-americana de atletismo e natação, todos favoráveis ao adiamento de Tóquio2020, apesar do governo japonês e do COI manterem a intenção de organizar os Jogos nas datas previstas, entre 24 de Julho e 09 de Agosto.

Através de um comunicado, a RFEA realça que a “principal e mais alta prioridade” do organismo passa por “proteger a saúde e segurança dos seus atletas”.

“O objectivo de todos eles [atletas], e também da RFEA, é que possam competir nas melhores condições possíveis, mas em nenhum caso comprometer ou arriscar a saúde e o bem-estar”, pode ler-se na nota divulgada.

Segundo o organismo espanhol, “não existem condições mínimas no panorama actual para os atletas se prepararem devidamente e competirem em igualdade” para chegarem aos Jogos no pico da forma física.

A RFEA sublinha que a propagação rápida do novo coronavírus coloca os atletas e treinadores “preocupados e sob tremenda pressão”.

“Toda esta situação deixa os atletas e treinadores sob tremenda pressão, o que não só não favorece os seus desempenhos, mas também gera um estado de preocupação e ansiedade que os afecta fisicamente, mentalmente e emocionalmente”, explicou.

A Real Federação Espanhola de Atletismo termina o comunicado com optimismo e confiança de que se encontre a melhor solução.

“Estamos convencidos de que o Movimento Olímpico saberá encontrar a melhor solução a favor da protecção da saúde e do equilíbrio de interesses de todos os atletas do mundo”, finalizou.

Por sua vez, a presidente do conselho superior de desportos de Espanha aplaudiu e corroborou a decisão da RFEA em solicitar o adiamento do Jogos Olímpicos Tóquio2020.

“Decisão corajosa de Raúl Chapado [presidente da RFEA] e da RFEA na busca de proteger, acima de tudo, a saúde dos nossos atletas”, escreveu Irene Lozano na sua rede social Twitter.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

A pandemia da covid-19 causou pelo menos 13.444 mortos no mundo desde que apareceu em Dezembro, segundo um balanço feito hoje pela agência France-Presse a partir de fontes oficiais às 11:00 TMG (09:00 na Praia).

Mais de 308.130 casos de infecção foram oficialmente diagnosticados em 170 países e territórios desde o início da epidemia.

Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Inforpress/Lusa/Fim

Scroll to Top