Covid-19: Correios reforçam serviço “Cabo Verde Rural” para efectuar pagamento da pensão social

Cidade da Praia, 25 Mar (Inforpress) – Os Correios de Cabo Verde (CCV) vão reforçar, a partir de Abril, o serviço “Cabo Verde Rural” para efectuar o pagamento da pensão social de velhice, uma medida segundo o PCA, para evitar riscos de contágio da Covid-19.

Em declarações à Inforpress, o presidente do conselho de administração (PCA) dos Correios de Cabo Verde, Izidoro Gomes, afirmou, que tendo em conta a pandemia do novo coronavírus e o plano de contingência nacional implementado pelo Governo, a instituição adoptou um conjunto de medidas de prevenção a nível nacional.

E face ao o registo de três casos positivos na Boa Vista, os Correios, avançou este responsável, na sua decisão específica para a ilha, fez a identificação dos funcionários, considerados “pessoas de risco” que foram colocados em quarentena domiciliar.

A nível nacional, conforme fez saber, foram adoptadas as medidas gerais, nomeadamente a limitação de pessoas, limpeza e desinfecção diária entre outras, para garantir a segurança e bem-estar dos clientes e funcionários e a normalidade dos serviços.

Com o surgimento do primeiro caso positivo da Covid-19 na Cidade da Praia avançada hoje pelo ministro da Saúde, os Correios de Cabo Verde, de acordo com Izidoro Gomes, estão a trabalhar para “eventual confinamento do país”, adiantando, que nesta situação a empresa deve continuar a garantir o funcionamento dos três principais sectores, nomeadamente a área logística, agroalimentar e farmacêutico.

Este responsável avançou ainda que vai, a partir do próximo mês, reforçar o serviço “Cabo Verde Rural” para efectuar o pagamento da pensão social de velhice, um sistema já existente e que consiste em fazer o pagamento da pensão social directamente nas localidades.

“Em Abril do ano passado os Correios de Cabo Verde assinaram um protocolo tripartido com a Polícia Nacional e 19 câmaras municipais do país para fazer pagamento nas localidades”, lembrou, indicando que os Correios vão reforçar esse serviço, agora, com a situação da pandemia, em articulação com a PN e as autarquias.

Com isso, elucidou, não será necessário, os pensionistas se deslocarem às instalações dos Correios para receberem a sua pensão social, apontando, entretanto, as cidades da Praia e do Mindelo como “os casos mais críticos” para garantir a plena execução do serviço.

“Neste momento estamos a fazer o trabalho de segregação e pagamento por zonas em que cada dia só vai ser paga a pensão social de somente as pessoas que estão nas listas das referidas zonas e para isso será preciso um controlo minucioso do serviço de pagamento”, declarou realçando que esta medida é a mais adequada neste momento para evitar contágios da Covid-19.

O ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, confirmou hoje mais caso positivo do novo coronavírus, desta feita na Cidade da Praia, que regista assim o primeiro caso da Covid-19.

Trata-se de um cidadão cabo-verdiano, de 43 anos, residente em Achada São Filipe, que chegou de França no dia 18 e que começou a apresentar um quadro respiratório com tosse e febre, tendo o resultado do exame para Covid-19 sido positivo.

Com este, já são quatro os casos positivos de Covid-19 em Cabo Verde, sendo que os três primeiros foram registados na ilha da Boa Vista, todos em estrangeiros, com o registo de uma morte d e um turista inglês, de 62 anos, que foi o primeiro caso confirmado de Covid-19 no país, falecido na noite de segunda-feira, 23.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infectou mais de 400 mil pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 18.000 morreram.

Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia, cujo epicentro é actualmente a Europa.

Em Cabo Verde, o Governo colocou a ilha da Boa Vista em quarentena até 04 de Abril, após a confirmação positiva do primeiro caso de Covid-19 registado.

CM/CP

Inforpress/Fim

Scroll to Top