Covid-19/Boa Vista: Primeiro-ministro felicita a ilha que regista zero casos activos da covid-19

Sal Rei, 22 Mai (Inforpress) – O primeiro-ministro endereçou hoje uma “mensagem de confiança” aos cabo-verdianos e parabenizou de forma particular a população de Boa Vista, uma vez que a ilha regista neste momento zero casos activos da Covid-19.

Ulisses Correia e Silva, num post publicado na sua conta no faceboock, felicitou a ilha da Boa Vista que registou zero casos de covi-19, transmitindo uma “ mensagem de confiança” a todos os cabo-verdianos, referindo que nesta altura a situação epidemiológica na ilha de Santiago começa a mostrar-se favorável.

O chefe de Estado cabo-verdiano considera que este é o “resultado das acções fortes” de contenção empreendidas pelas autoridades sanitárias e de protecção civil e pelas forcas de segurança, mas, sobretudo, da adesão dos cidadãos ao cumprimento de regras.

Na mensagem, o primeiro-ministro relembrou as acções desenvolvidas pelo Governo, logo no início, quando surgiu o primeiro caso, em Março, com o envio do um contingente de militares, vários elementos da Polícia Nacional, técnicos de Saúde e Bombeiros.

Ainda sobre estes mesmos procedimentos para combater a o coronaviríus na ilha da Boa Vista, Ulisses Correia e Silva frisou a identificação de espaços de isolamento, realização de acções conjuntas de sensibilização e de desinfecção, quarentena obrigatória e a massificação de realização de testes.

Para o chefe do Governo, as medidas adoptadas produziram resultados, adiantando que se deve prosseguir este “bom combate, com a determinação que o momento e a pandemia exigem”.

“É uma batalha ganha, mas não a guerra ainda. Por isso, as medidas de protecção sanitária aplicáveis às pessoas e às organizações continuarão a ser aplicadas”, afirmou, referindo nomeadamente o distanciamento social, a não realização de eventos e actividades que aglomerem pessoas, o uso de máscaras e a higienização.

Cabo Verde já diagnosticou um acumulado de 362 casos de covid-19, desde 19 de março, nas ilhas de Santiago (303), Boa Vista (56) e São Vicente (03).

Do total, três resultaram em óbitos, 130 foram considerados recuperados e dois foram transferidos para os seus países, pelo que há neste momento 227 doentes ativos, e todos na ilha de Santiago, essencialmente na Praia, que permanece em estado de emergência até 29 de maio.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou quase 330 mil mortos e infetou mais de 5,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,9 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

VD/JMV
Inforpress/fIM

Scroll to Top