• Save

Construção da nova embaixada irá beneficiar economia local e melhorar serviços consulares – EUA

Cidade da Praia, 09 Mai (Inforpress) – A Embaixada dos Estados Unidos da América (EUA) em Cabo Verde assegurou hoje, em comunicado, que a construção do novo empreendimento diplomático na capital cabo-verdiana irá beneficiar a economia local, os cabo-verdianos e melhorar os serviços consulares.

O comunicado foi emitido na sequência de algumas reacções veiculadas nas redes sociais e nos órgãos de comunicação social sobre a decisão do Governo cabo-verdiano em autorizar, para alienação directa, o terreno do liceu da Várzea para a construção da nova embaixada norte-americana em Cabo Verde.

Os governos dos dois países, conforme o documento, chegaram a um princípio de acordo quanto à localização e construção de um novo edifício geral, que albergará a futura instalação da Embaixada dos Estados Unidos, na cidade da Praia.

“O Governo dos Estados Unidos reconhece as suas responsabilidades relativamente à prestação de serviços a cidadãos cabo-verdianos e acredita que este empreendimento melhorará os serviços consulares e reforçará a relação duradoura e positiva entre os nossos países”, lê-se no documento.

A Embaixada dos EUA avança ainda que esta decisão é um processo longo, que os dois governos continuarão trabalhando juntos para vê-lo concluído, indicando, que o governo norte-americano estabeleceu directivas e práticas de contratação relativamente ao processo de construção da nova embaixada.

“Há mais de 200 anos que Cabo Verde e os Estados Unidos partilham experiências e apoiam-se mutuamente em vários sectores e domínios. Esperamos que esta jornada rumo a uma nova realidade para a Embaixada dos EUA, continue esta tradição”, concluiu a mesma fonte.

O Governo cabo-verdiano emitiu esta quarta-feira, um comunicado de imprensa sobre o projecto do novo liceu da Várzea “Cónego Jacinto” que será construído junto ao Memorial Amílcar Cabral, ao Auditório Nacional e à Biblioteca Nacional.

Ainda de acordo com mesma fonte, o liceu é um projecto de três pisos, com uma área de 4.218 metros quadrados (m2), 30 salas de aula, espaços de lazer, no qual serão construídos um polidesportivo de 1.192 m2, parque de estacionamento para 14 viaturas, entre outras valências.

Em conferência de imprensa realizada hoje sobre o mesmo assunto, o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades e ministro da Defesa, Luís Filipe Tavares, garantiu que “não há motivos de preocupação” sobre a construção da Embaixada dos EUA, sublinhando que essa decisão deriva da “confiança” e “excelência” das relações históricas e de cooperação entre os dos países.

CM/CP

Inforpress/Fim