Cidade da Praia acolhe evento “Cabo Verde dança” para assinalar o Dia Internacional da Dança

Cidade da Praia, 26 Abr (Inforpress) – O Dia Internacional da Dança, assinalado no dia 29 de Abril, vai ser comemorado na Cidade da Praia com um evento cultural intitulado “Cabo Verde dança”, avançou hoje à Inforpress a organização Simbrom Produson.

Este evento, segundo Patrícia Dias, visa promover as danças tradicionais cabo-verdianas e a sua evolução na mistura do movimento livre da dança contemporânea.

“O que pretendemos é mostrar e partilhar a importância, o valor e a riqueza deste património artístico cultural, que é a dança, tão própria de Cabo Verde, como Funaná, Coladeira, Morna, Batuco, Cola São Djon. Há tanta coisa para mostrar e valorizar que nesses dias pretendemos destacar a importância dessas danças”, afirmou.

“Cabo Verde dança”, informou, reúne um conjunto de actividades tanto no Palácio da Cultura Ildo Lobo como na Praça Alexandre Albuquerque, com início neste sábado, 27, com projecção de vídeo dança (performance) com as pessoas que marcaram a evolução da dança e com Cine Dança.

No mesmo dia, estão previstas aulas abertas de dança, na Praça Alexandre Albuquerque, com os bailarinos do grupo Raiz di Polon Nuno Barreto e Carlos Oliveira.

O ponto alto das celebrações é na segunda-feira, 29, estando previsto uma performance colectiva na Praça Alexandre Albuquerque com a presença da Escola de Dança Raiz di Polon, Dança & Arte di Goreth, Escola de Dança Nicole.

Em simultâneo à performance, o artista plástico Nuno Prazeres realiza a instalação artística.

O evento termina com a projeção do filme “La Danseuse”, que conta a história de Loïe Fuller e Isadora Duncan, duas pioneiras do movimento livre da dança contemporânea no mundo.

Para além de desenvolver as danças tradicionais e evolução com a dança contemporânea, a Simbrom Produson, informou, tem como objectivo capacitar e profissionalizar os bailarinos de forma a poderem promover a nível nacional e internacional o património de Cabo Verde a nível da dança.

“Tendo em conta o enorme potencial e valor cultural da dança e da indissociável música deste país e, o positivo impacto social, cultural e económico que pode ter para Cabo Verde, a sua projecção permitirá abrir muitas portas, quer a bailarinos nacionais profissionalizados lá fora quer ao turismo cultural cá para dentro”, sublinhou.

De referir que “Cabo Verde dança”, conta com a parceria do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através da Direcção-Geral das Artes e das Indústrias Criativas.

AM/ZS

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap