Chefe de Estado enalte prestígio e a credibilidade das Forças Armadas de Cabo Verde

Cidade da Praia, 10 Jan. (Inforpress) – O Presidente da República realçou hoje que as Forças Armadas têm dado um contributo para maior segurança do país e que têm a grande responsabilidade de manter este prestígio para continuarem referenciadas como das mais credíveis instituições cabo-verdianas.

Comandante Supremo das Forças Armadas, José Maria Neves reconheceu “o empenho, a entrega e o patriotismo, bem com a capacidade de resiliência e o profundo amor das Forças Armadas ao país”, arguindo que, apesar de todos os constrangimentos e dificuldades, há um esforço para a dignificação das Forças Armadas em Cabo Verde.

Exaltou as referências muito elogiosas à participação de Cabo Verde em diferentes exercícios militares realizados, destacando que simbolizam o prestígio desta instituição militar, e augurou votos para que as FA continuem a dar o contributo para o reforço da segurança na região, no continente africano e no mundo, bem como participar nas acções humanitárias no continente.

Estando Cabo Verde situado numa região africana, ainda com “grande instabilidade”, marcada “por países com roturas constitucionais, para além de ameaças outros como terrorismos e desastres nacionais” de entre outros sinais ambientais, José Maria Neves referiu que as FA têm um papel amplo, podendo a nível do continente africano desempenhar um papel importantíssimo para a paz, estabilidade e o desenvolvimento da região e do continente.

A nível interno, sublinhou que as FA têm dado um contributo para a maior segurança de Cabo Verde, exemplificando a ilha Brava como o exemplo na evacuação de doentes e transporte de altas entidades, tendo em conta os constrangimentos que ainda se colocam à esta ilha, bem como no combate à pandemia e, em momentos mais extremos dos desastres naturais.

A este propósito, o mais alto magistrado da Nação disse ter acompanhado o esforço do Governo no sentido de dotar as FA de mais meios, fundamentais para o cumprimento da sua missão, pelo que disse esperar que a Guarda Costeira saia reforçada e tenha meios aéreos e navais suficientes neste domínio muito sensível à vida do país.

“Temos que reforçar e securizar as nossas fronteiras, mas temos também de proteger toda a nossa orla marítima. Somos um arquipélago, temos aqui enormes desafios, mas sei que as Forças Armadas estão à altura destes desafios e sei também que a comunidade nacional irá fazer esforços necessários para dotar as Forças Armadas dos meios e equipamentos necessários para o cumprimento da sua nobre missão”, salientou.

O Presidente da República fez este pronunciamento durante o tradicional cumprimento do Ano Novo pelas Forças Armadas.

SR/JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos