Centro de Língua Portuguesa incita ensino da língua na Universidade de Cabo Verde

Cidade da Praia, 06 Nov (Inforpress) – O Centro de Língua Portuguesa cumpriu hoje 20 anos a contribuir para o fomento do ensino da língua portuguesa na Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), sobretudo no desenvolvimento de programas de formação em língua de Camões.

A afirmação é da directora do Centro de Língua Portuguesa na Universidade de Cabo Verde, Mariana Faria, em declarações à imprensa, na Cidade da Praia, no âmbito da comemoração do vigésimo aniversário do centro.

“Nós temos desenvolvido um percurso, sobretudo vocacionado para o desenvolvimento de programas de formação em língua portuguesa considerando um público diferenciado e direcionados para o público infantil, adolescentes e jovens estudantes universitários”, disse.

Para a responsável pelo Centro de Língua Portuguesa na Uni-CV que considera existir, ainda, múltiplos desafios perante o ensino e aprendizagem da língua portuguesa, hoje se fala mais e melhor a língua de Camões em Cabo Verde.

A língua portuguesa, enquanto um património partilhado, segundo Mariana Faria, é policêntrica, que se assume como língua ponte, e, que dá acessos a oportunidades, e que permite, em harmonização com as línguas nacionais dos países que constituem a comunidade, abraçar outros exercícios e projectos.

No que se refere ao futuro acredita ser “sorridente”, com perspectivas animadores e concretização de oportunidades objectiva e de um crescente número de oportunidades de carreira em língua portuguesa.

“Temos constatado o crescimento de projectos, interesses na frequência de cursos de português como língua segunda, estrangeira e como língua de herança junto das diversas comunidades que comunicam no nosso mundo”, afirmou.

Face ao desafio que se coloca a língua portuguesa no contexto da língua materna, Mariana Faria sublinhou que tal desiderato estimula o desenvolvimento de programas de aprendizagem do português em contexto multilíngue e multiculturais.

O Camões – Centro de Língua Portuguesa, na Cidade da Praia, foi criado em 1999, ao abrigo de um protocolo de cooperação firmado entre o antigo Instituto Superior de Educação (ISE) e o Instituto Camões.

Em 2019, Cabo Verde e Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, assinalam 20 anos de ‘djunta-mon’ (união de esforços) em prol da educação e da formação de professores de língua portuguesa no contexto cabo-verdiano.

PC/CP

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap