Camões- Instituto da Cooperação e da Língua dá a conhecer novo programa de financiamento de projectos culturais “Diversidade”

Cidade da Praia, 09 Set (Inforpress) – O Camões, Instituto da Cooperação e da Língua lança esta segunda-feira, na Cidade da Praia, o programa “Diversidade”, um instrumento de subvenções para a diversidade cultural, cidadania e identidade através da cultura nos PALOP e Timor-Leste.

Em comunicado, a instituição explica que o lançamento deste projecto será feito pelas embaixadoras de Portugal e da União Europeia, Helena Paiva, e Sofia de Sousa, respectivamente, e pela directora-geral do Planeamento, Orçamento e Gestão do Ministério da Cultura e Indústrias Criativas.

“Diversidade” é um instrumento de subvenções para a diversidade cultural, cidadania e identidade através da cultura nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e Timor-Leste, para apoio a pequenos projectos ou acções que possam contribuir para a criação de emprego adicional nos sectores culturais e, simultaneamente, para a diversidade cultural e para a cidadania através da cultura como valores sociais.

Este programa é subvencionado no âmbito do projecto europeu Procultura PALOP-TL- Promoção do Emprego nas Actividades Geradoras de Rendimento no Sector Cultural nos PALOP e Timor-Leste, financiado pela União Europeia, co-financiado e gerido pelo Camões, IP em parceria com a rede de Institutos Culturais Europeus (EUNIC).

É gerido pela Alliance Française em Angola e pelos Centros Culturais Portugueses em Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor Leste, em parceira com os restantes membros da rede EUNIC em cada país.

De acordo com o regulamento, são elegíveis para este programa pessoas singulares que tenham residência fixa e permanente num país do grupo PALOP/ Timor-Leste há pelo menos dois anos, à data de candidatura, pessoas colectivas de direito público de um dos países do grupo PALOP/ Timor-Leste, designadamente entidades públicas estatais e outros organismos da administração pública regional, municipal ou local.

Ainda são seleccionáveis pessoas colectivas de direito privado, designadamente associações, cooperativas, empresas e outras organizações da sociedade civil, com ou sem finalidade lucrativa, desde que registadas e com actividade efectiva num dos países do grupo PALOP/ Timor-Leste há pelo menos dois anos, à data de candidatura.

O período de candidaturas decorre de 01 de fevereiro de 2020 até 30 de Setembro de 2022.

AM/CP
Inforpress/Fim

Scroll to Top