Cabo Verde vai aos 12 Jogos Africanos de Xadrez em Casablanca com uma selecção jovem

Cidade da Praia, 17 Ago (Inforpress) – A selecção cabo-verdiana de xadrez vai estar representada na 12ª edição dos Jogos Africanos de Xadrez, que decorre de 19 a 31 do corrente em Casablanca (Marrocos), por uma equipa jovem constituída por quatro atletas.

De acordo com o presidente da Federação Cabo-verdiana de Xadrez, Francisco Carapinha, Cabo Verde vai estar nesta competição com dois atletas masculinos e outros tantos femininos, seleccionados a partir das suas prestações nos campeonatos nacionais.

Luís Carlos Moniz, 17 anos, da Escola Básica e Secundária Olavo Moniz, da ilha do Sal e Joel David Pires, 18 anos, do clube de xadrez Pinéu Chess, São Vicente, são os seleccionados masculinos na qualidade de campeão e vice-campeão nacional, respectivamente.

Já em feminina, o país vai contar com os serviços da xadrezista Loedi Eunice Gomes, 15 anos, da escola Secundária Pedro Gomes, da cidade da Praia, vencedora do torneio inter-liceus da Praia e vice-campeã do campeonato nacional de xadrez em juvenis e, pela salense Honorina Santana Morais, 19 anos, atleta da equipa da ODERF vencedora das partidas semi-rápidas.

A delegação cabo-verdiana vai ser chefiada pelo presidente de FCX, Francisco Carapinha, que será também o capitão da equipa já que é o único cabo-verdiano que detém um dos títulos de FIDE Trainers, neste caso o de FIDE Instructor (FI), condição obrigatória para se poder exercer o cargo de capitão numa competição FIDE de equipas. Além deste título, Carapinha detém também o título de FIDE Arbiter.

Na Olimpíada de Batumi, em 2018, a primeira em que Cabo Verde participou, o presidente já exerceu os cargos para o qual está nomeado nestes 12º Jogos Africanos.

A prova vai ser disputada em Casablanca nas categorias de rápidas mistas, individual, tanto por equipas e individuais nos masculinos e femininos.

SR/ZS

Inforpress/Fim

Scroll to Top