Cabo Verde Tradeinvest prevê instalação do polo tecnológico no início de Julho

Cidade da Praia, 13 Jun (Inforpress) – A presidente da Cabo Verde Tradeinvest garantiu hoje que estão criadas todas as condições para a instalação de um polo tecnológico no país, uma plataforma para fornecimento de serviços tecnológicos para a África Ocidental, prevista para início de Julho.

Ana Barber falava à imprensa à margem da visita de dois dias de uma delegação da empresa tecnológica macaense Bringbuys Web Technology à Cidade da Praia, com o objectivo de ter encontros com a Cabo Verde TradeInvest, o NOSI e o CERMI, no sentido de dar seguimento às negociações para a instalação de um polo tecnológico em Cabo Verde.

A visita visa a criação de sinergias com as referidas instituições, que apoiarão na instalação e funcionamento do polo tecnológico, indicando que também fazem parte do projecto um centro de dados “offshores”, instituições de formação e incubadoras.

“A CERMI entra na parte centro de capacitação, ou seja, tem várias etapas tem a parte da incubadora de empresas que irão também entrar outras empresas do sector, tem a parte do centro da capacitação que nós fizemos porque permite englobar os nossos jovens e quadros”, disse.

Segundo explicou, este é um projecto inovador que irá abarcar em Cabo Verde uma incubadora de empresas com a formação nesta área, cujo foco é o continente africano, utilizando Cabo Verde como plataforma, para através de novos serviços da inovação, atingir sobretudo os mercados africanos.

“Esta é uma empresa que tem acordos a nível internacionais que vai utilizar a plataforma para a exportação. Pretendemos para o fecho deste plano de negócios que é importante a nível da energia, dos parceiros para a sustentabilidade deste projecto”, disse, indicando que o projecto que inicialmente era de 20 mil dólares poderá vir a duplicar o valor para a sua concretização.

O projecto, conforme elucidou, está dividido em três fases sendo que a primeira engloba o centro de computação, a segunda será a fase de capacitação e a terceira será a fase da internacionalização do projecto.

A escolha de Cabo Verde para a implementação do referido polo, de acordo com a presidente da Cabo Verde Tradeinvest, deve-se ao facto da Macao Bringbuys Web Technology ver Cabo Verde como “uma oportunidade para expansão de negócios no continente africano”, sublinhando por outro lado, que esta iniciativa irá promover o arquipélago.

“Pensamos até ao final do mês e logo no início do próximo mês, no máximo, para poderem começar no sentido prático e a partir daqui teremos outras empresas a aderir à plataforma. Cabo Verde já oferece todas as condições a nível de incentivos fiscais e transferências de fundos”, adiantou, afiançando que este investimento tem que ser pensado com todos os pormenores para o alcance dos objectivos delineados.

E para promover e atrair investidores chineses e macaenses, as duas empresas, informou Ana Barber, irão assinar esta quinta-feira um protocolo para criação de uma web site, que passa a ser gerido por Cabo Verde, explicando que a referida ferramenta terá todas as informações sobre o país e entrará em funcionamento no próximo mês de Julho.

Por seu turno, a directora do departamento internacional da Macao Bringbuys Web Technology, Chloe Wang, explicou que a visita visa dar seguimento aos trabalhos, lembrando que a instalação desse projecto decorre do 11º encontro de empresários para a cooperação económica e comercial entre a China e os países de língua portuguesa, realizado em Junho 2017.

“É a primeira visita para contactar as instituições envolvidas, inicialmente o projecto era só com o CERMI, mas depois detectou-se que era necessário fazer uma plataforma eléctrica, que pudesse sustentar esta plataforma tecnológica. O CERMI passou a ser um parceiro e esta visita será uma oportunidade para falar com o CERMI e o NOSI para estabelecer qual é que será a parceria concreta entre esses quatro parceiros”, revelou.

CM/ZS

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap