Brava: Autarquia avança com obras de requalificação do Jardim de Furna brevemente (c/áudio)

Nova Sintra, 29 Set (Inforpress) – A Câmara Municipal da Brava vai iniciar brevemente as obras na estrutura do Jardim Infantil da localidade de Furna, projecto orçado em 1 milhão e 400 mil escudos, anunciou hoje a autarquia.

“A nível dos jardins-de-infância é do conhecimento que a responsabilidade administrativa e financeira é da Câmara Municipal da Brava e a parte pedagógica cabe à Delegação Escolar”, explicou à Inforpress o vereador responsável pela área da Educação, Mário Soares.

O responsável reagia às reclamações feitas pelos moradores da localidade da Furna sobre o atraso das actividades lectivas no Jardim local, esclarecendo que as verbas ainda não estavam disponíveis para fazer as intervenções durante o período das férias.

O vereador reforçou que neste momento o jardim de Furna vai sofrer obras de requalificação suportadas pelo Ministério da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social e pela autarquia.

O autarca explicou que essas intervenções estão inseridas no quadro da necessidade de requalificar e garantir a segurança das crianças e funcionário afectos a este Jardim, informando que durante o período das férias e até então “a autarquia esteve à procura de soluções, mas que antes do início do ano lectivo foram avisados todos os pais e encarregados de educação com crianças no Jardim José Olavo sobre o atraso no início das actividades lectivas”.

Segundo Mário Soares, a autarquia encontrou dois espaços, mas que não ofereciam condições de segurança para as crianças, tendo estado em cima da mesa a possibilidade de transportar as crianças para a Nova Sintra, mas esta também não foi uma solução viável.

“As obras serão realizadas somente neste período porque só agora recebemos a primeira parte do financiamento e temos de justificar este primeiro montante para depois recebermos a segunda tranche que tem de ser ainda neste ano económico”, enfatizou o autarca, sublinhando que por esta razão não podem aguardar até às férias do mês de Dezembro.

A nível pedagógico, anunciou que juntamente com coordenação pedagógica da delegação escolar ficou salvaguardada a ideia de que estas crianças não vão ficar prejudicadas, porque caso no final do trimestre as crianças estiverem atrasadas comparativamente aos outros jardins da ilha, estas vão trabalhar alguns dias no período de férias para compensar o atraso inicial.

Mário Soares informou que este modelo de estrutura foi aplicado também nas outras zonas como Mato, Fajã d´Água, Cachaço e Lém e todos têm apresentado falhas, principalmente no que tange à infiltração de água, entre outras lacunas.

Já neste quadro dos jardins-de-infância, recordou que no ano transacto foi feita uma intervenção no jardim de Fajã d´Água e intervenções pontuais no jardim de Mato e de Cachaço, mas que não é possível fazer obras em todos de uma só vez.

Igualmente, destacou que em 2021, no início do 2º trimestre, a autarquia entregou um jardim totalmente requalificado com recursos da câmara municipal, referindo-se ao Jardim Nhô Djeka e que também foi entregue à zona de Lomba Tantum um Jardim Infantil “bem apetrechado”, uma vez que a zona possuía um local improvisado onde funcionava o jardim.

Ainda, para este ano, informou que a câmara municipal, em parceria com a delegação escolar, está a fazer intervenções no antigo jardim de Nossa Senhora do Monte, onde vai albergar a direcção do Agrupamento II.

O autarca pede aos pais e moradores da localidade da Furna que façam o acompanhamento destas crianças durante o ano e em todas as vertentes educativas, para que não seja uma preocupação somente no início do ano lectivo.

MC/JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos