Boxe: Demetrius Andrade enfrenta hoje o norte-americano Demond Nicholson em Washington

Cidade da Praia, 07 Jan (Inforpress) – O pugilista profissional cabo-verdiano radicado nos EUA Demetrius Andrade, campeão do mundo na categoria de médios pesados, sobe hoje ao ringue do Capital One Arena, em Washington, para enfrentar o norte-americano Demond Nicholson no PBC no Showtime Boxing.

No combate mais aguardado do início do ano, o pugilista cabo-verdiano nascido nos Estados Unidos da América e que “batalha” sempre em defesa da bandeira de Cabo Verde, vai subir ao ringue esta tarde,  invicto e com o estatuto de  campeão mundial de duas divisões.

Demetrius “Boo Boo” Andrade, 34 anos, 1,83 metros, vai ao ringue em Washington para um confronto de 10 rounds super-médios contra Demond Nicholson, com o atleta de ascendência crioula a somar um recorde de 31 combates que resultaram em 31 vitórias, dos quais 19 por KO.

Já o norte-americano Demond Nicholson, 29 anos, 1,83 metros, vem de uma série de 26 vitórias, sendo 22 por KO, e quatro derrotas.

O combate da Capital One Arena, Washington DC vai ser transmitido “In live” pelo Showtime PPV.

Demetrius Andrade foi condecorado em Dezembro de 2021 pelo Governo de Cabo Verde com o 1º grau da Medalha de Mérito Desportivo “pela sua dedicação e pelo seu profissionalismo e entrega no ringue, tem-se dedicado, de forma genuína e impactante, para o sucesso da comunidade cabo-verdiana”.

Nascido a 26 de Fevereiro de 1988, em Providence, Rhode Island, EUA, com ascendência cabo-verdiana, Demetrius César Andrade, 1,85 metros, “sempre exaltou o patriotismo para com Cabo Verde, usando as cores da bandeira nacional e levando muitos compatriotas na Diáspora a redescobrir Cabo Verde”.

Como “boxeur profissional” fez a sua primeira luta profissional em Outubro de 2008, tendo disputado vários campeonatos e títulos estaduais, nacionais e mundiais nas classes dos médios leves WBA e WBO, médios WBO e super-médio WBO, uma carreira marcada pela conquista ímpar, da sequência de 19 vitórias por nocaute, 12 por decisão dos juízes e zero derrotas.

Dos grandes feitos conseguidos, destacam-se, ainda, a sua primeira medalha de ouro em 2002, no National Silver Gloves Championships, quando começou a revelar todo o seu potencial para a modalidade de boxe, a conquista da medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro em 2007 e a medalha de ouro no campeonato Mundial Amador de Boxe de 2007.

SR/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos