Boa Vista vai ter este ainda ano um centro de emprego e formação profissional – PCA do IEFP

Cidade da Praia, 01 Abr (Inforpress) – A ilha da Boa Vista vai, ainda este ano, ter um Centro de Emprego e Formação Profissional, aumentando assim as possibilidades de os jovens da ilha terem melhor inserção no mercado de trabalho.

A garantia foi dada à Inforpress hoje pelo presidente do Conselho de Administração do Instituto de Emprego e Formação profissional (IEFP), Paulo Santos, lembrando que foi assinado na manha de hoje uma adenda ao protocolo existente entre o IEFP e a Câmara Municipal da Boa Vista para a cedência do espaço para a instalação desse centro.

“O IEFP vai ter um centro de emprego na ilha da Boa Vista. Ficará na conhecida Casa dos Pescadores. Nós estamos a trabalhar. Já existe uma resolução que cria o centro e já temos uma deliberação do Conselho de Administração para sua instalação e nós estamos a trabalhar na mobilização dos recursos materiais e financeiros para a sua materialização”, disse.

Paulo Santos acredita que já no próximo semestre o centro vai contar com um coordenador e um técnico na área da formação profissional para operacionalizar este projecto que, na sua perspectiva, será importante, quer a nível da empregabilidade dos jovens quer a nível da orientação profissional dos mesmos.

Paulo Santo falava à Inforpress na sequência da realização de um encontro em Sal Rei para a apresentação das ofertas formativas de 2019, e o Programa de Estágios Profissionais e Empresariais (PEPE) e as oportunidades de financiamento de formação profissional em Cabo Verde.

O programa, conforme explicou, vai beneficiar cerca de 5.000 jovens com formação profissional e acesso a bolsas estudos. Só na ilha da Boa Vista prevê-se a beneficiação de quase 200 jovens com formação profissional em diversas áreas, nomeadamente electricidade, canalização, línguas estrangeiras e outras áreas relacionadas com o sector do turismo.

“São áreas em que há uma necessidade no mercado e acreditamos que vão ter bastante impacto na inserção dos jovens no mercado de trabalho”, sustentou.

O PCA do IEFP explicou que o PEPE prevê incentivos em sede do orçamento do Estado às empresas que aceitarem acolher os estagiários, existindo também uma verba para a comparticipação financeira num período de seis meses.

A deslocação à ilha servirá também para uma sensibilização perto das empresas, do sector privado, no sentido de aproveitarem as oportunidades que existem em termos de incentivos para contratação de estagiários.

O encontro aconteceu no quadro da visita do vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia à ilha da Boa Vista

MJB /JMV

Inforpress/fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap