Associação classifica de “positivo” diálogo mantido na II Semana de Reflexão sobre VBG

Cidade da Praia, 23 Mai (Inforpress) – A Associação Cabo-verdiana de Luta Contra a Violência Baseada no Género (ACLCVBG) considerou “positivo” o debate na II Semana de Reflexão sobre a Violência com Base no Género (VBG), culminado sexta-feira e que colocou em linha nacionais e diáspora.

Em declarações à Inforpress para fazer balanço da semana que aconteceu de 15 a 22, com recurso às plataformas Zoom e Facebook, a presidente da ACLCVBG, Vicenta Fernandes, descreveu a conferência como algo que “uniu o continente” e “experiências internacionais” na matéria.

“Discutimos várias questões, entre elas as medidas tomadas a nível nacional para denunciar e dar combate a violência em tempo da coivd-19”, disse, sublinhando que a questão da VBG por ser transversal merece toda a atenção da associação.

Face a isso, lembrou que para dar respostas às demandas é preciso recursos financeiros, o que, garantiu, a associação “não possui”.

A salvação da associação, realçou, tem sido os voluntários. “Não podemos viver só dos voluntários porque chegará o dia em que iremos parar”, concretizou.

Para uma maior resposta, chama a atenção do Governo pelo trabalho que as associações vêm fazendo e ajudando o País a implementar as políticas públicas e a apoiar as vítimas da VBG.

Feito isso, Vicenta Fernandes prometeu nos próximos dias apresentar as recomendações da II Semana de Reflexão sobre a Violência com Base no Género.

A II Semana de Reflexão sobre a Violência com Base no Género (VBG) que teve lugar de 15 a 22 e contou com alto patrocínio da Presidência da República.

PC/AA

Inforpress/Fim

Scroll to Top