Andebol: Selecção de andebol continua à espera do guarda-redes Lenine

Cidade da Praia, 14 Jan. (Inforpress) – A selecção cabo-verdiana de andebol continua à espera do guarda-redes Lenine, retido na cidade da Praia por falta do visto de entrada em Portugal, para se juntar ao combinado nacional no estágio de preparação em Rio Maior.

Na véspera da sua partida para Tunísia, palco dos jogos do Campeonato Africano das Nações, CAN’2020, o guarda-redes do Desportivo da Praia, Josimar Tavares, mais conhecido por “Lenine”, está ainda a ser aguardado pelo seleccionador José Tomás, com quem nunca trabalhou, para representar as cores nacionais.

Luís Almeida (CDE Camões, Portugal) e Élcio Fernandes (Juve Desportiva, Portugal) são os outros guarda-redes com quem a equipa técnica tem estado a trabalhar nos treinos em solo lusitano.

O estágio em Portugal, que vem decorrendo desde 06 do corrente, encerra-se esta terça-feira, pelo que o combinado de Cabo Verde deverá partir ainda hoje para a sua primeira participação de sempre numa fase final desta que é a maior montra do andebol africano.

Recentemente contratado para liderar a selecção de Cabo Verde, o técnico português tem estado a lamentar o facto de enfrentar dificuldades para reunir todo o grupo de trabalho nos treinos em Portugal, ainda que tenha estado a enaltecer o entusiasmo, a postura e a prestação dos convocados para esta missão africana.

O CAN’2020 realiza-se de 16 a 21 do corrente mês de Janeiro e Cabo Verde defronta logo os anfitriões da Tunísia.

Cabo Verde partilha o Grupo C com as equipas nacionais da Tunísia, Costa do Marfim e Camarões.

SR/ZS

Inforpress/Fim

Scroll to Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap