• Save

Acrides reúne famílias em Tira Chapéu para debater o resgate de valores da boa vizinhança

Cidade da Praia, 15 Mai (Inforpress) – A Associação Crianças Desfavorecidas (Acrides) reuniu hoje, na comunidade de Tira Chapéu, um grupo de famílias para dissertar sobre o resgate de valores da boa vizinhança no reforço do sistema de protecção e promoção dos direitos das crianças.

O evento organizado no Dia Internacional da Família, que se assinala hoje, 15 de Maio, acontece no âmbito da 16ª edição da Semana de Valorização da Família, e que tem como proposta o debate dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 17 e 13, focando nas acções locais contra as mudanças climáticas e nas parcerias comunitárias para o resgate de valores da boa vizinhança.

Em declarações à Inforpress, a secretária executiva da Acrides, Carmem Delgado, defendeu que é preciso promover debates deste tipo, para que “as pessoas busquem resgatar antigos hábitos, como caminhar na rua perto de casa, cumprimentar vizinhos, levar os filhos para brincar na praça, assim como cuidar dos filhos dos vizinhos”.

“A Acrides há muito que vem trabalhando com os ODS 13 e 17 junto das famílias de Tira Chapéu, onde saiu um plano de acção comunitária que está sendo agora cumprido, sendo que uma delas é aproximar vizinhos e resgatar valores de boa vizinhança e de apoio aos que estão mais próximos de nós, visando uma maior sustentabilidade do bairro”, disse.

Com isso, sublinhou Carmem Delgado, a associação quer ajudar as pessoas a conseguirem recuperar as brincadeiras antigas que existiam entre pais e filhos, bem como o sentido de cuidar do outro, em que quando um vizinho não está em casa o outro pode ajudar a tomar conta dos seus filhos, entre outros.

Conforme a secretária executiva da Acrides, o instrumento de trabalho neste caso é o diálogo, levando a comunidade a tratar cada pessoa, não importa quem seja ou o que tenha feito, com consciência do seu valor insubstituível devido à sua dignidade inerente o que faz de todos vizinhos melhores.

Para a representante da família, Isabel Monteiro, é “importante” que todos se unam na procura da “união” e de valores de amizade, pois, o vizinho é a primeira família em qualquer sociedade.

“Para isso, temos de lembrar o passado e debater o que queremos resgatar no presente para que possamos ser uma família unida, onde defendemos o nosso bairro e os nossos filhos para o caminho do bem”, defendeu.

No âmbito do programa realizado para assinalar a data, a comunidade de Tira Chapéu tem hoje em agenda o debate para a implementação de uma Acção Contra a Mudança Global do Clima, Parcerias e Meios de Implementação para revitalizar a parceria local para o desenvolvimento sustentável.

Tudo isso porque a Acrides acredita que o estreitar os laços entre as famílias de uma comunidade é garantir maior organização, diálogo, interacção e mais acções que promovam o bem-estar social, criando um ambiente que favoreça a criação de lideranças responsáveis, focalizadas na mudança de atitudes, no saber ser, estar e agir na comunidade para a implementação de acções locais.

Consta ainda do programa de actividades do dia de hoje, a entrega de dez cestas básicas para as famílias mais vulneráveis do bairro de Tira Chapéu.

PC/ZS

Inforpress/Fim